Maíra Barros – Bom relacionamento com o cliente = boas vendas

Promover um evento não é tarefa das mais fáceis. É preciso acompanhar todo o processo de negociação, que pode se estender por meses. A Interfeiras Promotora de Eventos, de São Paulo, é responsável pela Feira Internacional do Setor Infantil, Teen e Bebê (FIT), que acontece duas vezes ao ano. Sua última edição, realizada em junho de 2005, teve cerca de 16 mil visitantes e 180 grifes expositoras. Por trás desses números, e do faturamento na ordem de 120 milhões de reais, está o sorriso orgulhoso de Maíra Barros, uma das organizadoras do evento.

Há seis anos na empresa, Maíra iniciou no departamento de montagem. Logo foi promovida para a área de vendas e coordenação do evento. ?Eu nunca tinha trabalhado com vendas. No início foi um pouco complicado por eu não ter o know-how da área. Mas aprendi tendo contato com os clientes. Foram eles que me ensinaram a vender.?

Maíra procura empresas ligadas ao segmento infantil que tenham qualidade e estrutura para atender lojistas de todo o Brasil. ?Vendo um espaço e é como vender um sonho. O cliente tem de depositar confiança no que estou oferecendo e acreditar que o evento trará ótimos resultados. Tento mostrar que a feira, mais que uma venda, é a divulgação do produto no mercado. Afinal, quem não é visto, não é lembrado.? Os clientes que já participam percebem que realmente precisam estar presentes no evento. Com os novos prospects, Maíra tem uma tática diferente. ?A boa estratégia é mostrar a verdade e nunca passar uma realidade que não existe. Convenço de forma verdadeira, provando que, em quatro dias de feira, ele pode atingir um grande número de lojistas de todo o Brasil.?

Para manter um evento que acontece apenas duas vezes ao ano, é importante ter um bom relacionamento com todos os lojistas. ?Quando começamos a comercializar os espaços, recorremos ao nosso cadastro e mandamos uma correspondência para o banco de dados dizendo que sentimos sua falta. Fazemos isso mesmo com aqueles que sempre marcam presença na feira.? Para Maíra, um supervendedor precisa ter dinamismo, atender seu cliente com satisfação e confiar naquilo que está vendendo. ?Se não houver confiança no produto ou serviço que eu vendo, nada faz sentido, principalmente para o consumidor. O bom vendedor é aquele que acredita no que está trabalhando.?

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima