Matriz 1/4

Confira uma matriz exclusiva desenvolvida por Oscar Schild Em diversos textos, bato sempre na mesma tecla: se o representante gastar mais que 1/4 do que ganha, ou troca de representada ou ele agrega outras em sua pasta, para poder ganhar mais. De nada me adianta ter a melhor das empresas se o custo que tiver para vender não for capaz de me manter profissionalmente, bem como a minha família.

A maioria das empresas exige que o vendedor tenha empresa de representação. Se for individual, além de ele ter de pagar os impostos federais PIS (0,65%), COFINS (3%), CSSL (2,88%), IR (2,4% a 4,8%) em nome da empresa, será recolhido na fonte o IRPF ante a tabela em vigor. Se for limitada (Ltda.), não ocorre a incidência do IRPF, mas ambas têm, ainda, o ISQN municipal (que varia de 2 a 5%), o Core que está exigindo a dupla tributação, cobrando tanto da pessoa física atuante quanta da empresa.

Associado a isso, nós, os vendedores, pagamos escritório contábil, em 13 parcelas anuais, mais as chamadas extras (material, autenticações, encadernações, Imposto de Renda dos sócios, etc.), seguro de vida e do veículo, que devem estar em perfeitas condições; caso contrário aumenta o custo de manutenção com as idas à oficina mecânica. O veículo mais barato, no RS, por exemplo, sai por volta de 21 mil reais ? e sem acessório algum.

Muitos compradores acham que ganhamos muito e nada fazemos ? para eles é fácil ficar horas esperando e não ser atendidos. Quando somos atendidos, muitas vezes, nada vendemos, mas as despesas são fixas, como o transporte, o hotel, a alimentação, os pedágios, os consertos de pneus e pára-brisas, ocorridos pelas péssimas estradas que o Brasil tem.

Teoria do 1/4 ? Já as empresas acham que pagam muita comissão e criam tabelas de descontos que, se não forem concedidos, não vendemos. Paralelamente a esses descontos, as nossas comissões vão diminuindo e nem sempre o volume aumenta, porque ao conceder um desconto, muitas vezes é para se equiparar ao mercado e, atualmente, ninguém compra por comprar. O estoque é reduzido.

Com base no que passo todos os dias, quer com minhas despesas, quer com as dos representantes que gerencio, criei a Teoria do 1/4 e, agora, mudo o seu nome para Matriz 1/4. Se a comissão é baixa e a despesa é alta, devo negociar com a empresa; caso não tenha aumento de comissão ou ajuda na despesa, devo abandonar essa representada e procurar outra.

A solução para comissão alta e despesa alta é analisar os roteiros e as despesas, adequando-os e, se possível, agregar nova representada. Caso contrário, urge troca de representada, pois pagar para vender é burrice.

Comissão baixa com despesa baixa: analisar a viabilidade de manter essa representada e, caso for possível, ter outras.

Já com comissão alta e despesa baixa, devemos sempre manter a representada, revendo os conceitos, com atualização constante das estratégicas e práticas adotadas diante dos clientes; estar sempre atualizado com as mudanças pessoais e do mercado, agregando maior volume de vendas aos clientes atuais, buscando novos segmentos e novos públicos-alvo.

Tomada de decisão ? Uma coisa é certa e deve ser feita em todos os casos até a tomada de decisão: visitar sempre todos os clientes, conquistando novos e mantendo os atuais. Todo vendedor que tem o seu fluxo de caixa bem detalhado poderá analisar corretamente sua despesa ante sua receita e saberá o momento certo em que deverá trocar de representada.

Às vezes, devemos investir em determinados mercados e representadas até que tenhamos certeza de quanto poderemos vender e, conseqüentemente, ganhar. Se formos afobados, poderemos perder excelentes representadas, que exigem um determinado tempo até a maturidade diante dos clientes.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima