Mediação de Conflitos

Imagine a possibilidade de solucionar um conflito por meio de técnicas de mediação. Imagine a possibilidade de solucionar um conflito por meio de técnicas de mediação. Isso significa substituir o modelo de enfrentamento pela negociação, eliminando sistemas de imposição e o uso abusivo do poder em troca de diálogo, acordos e alianças. Esse procedimento, que resgata a dignidade das pessoas e garante o respeito aos direitos humanos, vem ganhando adeptos no Brasil. A psicanalista Malvina Ester Muszkat foi uma das primeiras a abordar o tema no país. No seu Guia Prático de Mediação de Conflitos em Famílias e Organizações (Summus Editorial), ela oferece uma noção teórica dos conceitos envolvidos e analisa passo a passo os procedimentos necessários para uma mediação bem-sucedida.

A mediação é uma proposta contemporânea para as relações humanas, principalmente num mundo globalizado, onde imperam a violência e a desigualdade, dificultando a resolução dos conflitos. ?O sistema judiciário estimula a adversidade, pois a decisão de um juiz não leva em consideração questões emocionais. A arte da mediação é criar condições de diálogo entre duas pessoas que estão se odiando?, explica Malvina.

Dentro de uma empresa, por exemplo, o conflito pode reduzir drasticamente a produtividade. ?É importante enfatizar que o conflito faz parte da vida. Não é possível fugir deles. As pessoas têm de aprender a se instrumentalizar para lidar com eles?, diz. Na empresa, o mediador poderá trabalhar como um ?arquiteto de sistemas?, que atua ora com fins preventivos ? para evitar disputas por meio da reorganização das relações interpessoais ?, ora para administrar os conflitos já existentes que estejam prejudicando a organização.

?Treinar a comunicação entre as pessoas é a forma de promover a cultura da pacificação. Conviver pacificamente tornou-se uma utopia desejável num século marcado pela intolerância a quaisquer pequenas diferenças, expressa na escalada da violência individual e social a que temos assistido?, afirma a autora.

Para ajudar os profissionais que desejam travar contato com a mediação de conflitos a dar os primeiros passos nessa área, Malvina descreve as etapas para adotar o procedimento:

    1)reconhecer diferentes tipos de conflitos;
    2)identificar a essência do conflito;
    3)manejar situação de conflito e escolher o modelo adequado de mediação.

Para saber mais: Guia Prático de Mediação de Conflitos em Famílias e Organizações, de Malvina Ester Muszkat (Ed. Summus Editorial). Onde encontrar: www.livrariascuritiba.com.br

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima