Meta e motivação: um casamento duradouro?

Saiba até que ponto as metas geram motivação e conheça os cuidados necessários para criar metas atingíveis e, ao mesmo tempo, desafiadoras A primeira pergunta que me fazem sobre motivação de pessoas é: ?Qual a maneira de estimular uma equipe desmotivada??.

Primeiramente, temos de entender a causa dela para podermos agir de forma eficaz. Depois, é preciso saber que existem vários fatores que levam à desmotivação e entender o comportamento dos funcionários para perceber se é mesmo falta de motivação ou de outras competências. Por último, é necessário observar os dois lados da moeda: resultado e motivação.

Considerando minha experiência em condução de grupo, a meta é o que nos move, é o combustível que favorece nossas ações e, em alguns casos, é a razão da nossa existência. Especificamente em vendas, ela é como a respiração, sem a meta nada existe, mas é preciso tomar alguns cuidados:

» A meta deve ser desafiadora e estimular a criatividade, e não a repetição. Ela também precisa ser motivacional e factível, caso contrário, o que seria motivação causa desmotivação. O importante é criar o gostinho do desafio, porém ele tem de ser atingível com esforço e dedicação. Portanto, temos de fazer estudos para definir a meta assim como preparar os profissionais para o resgate do potencial criativo favorecendo a fidelização.

» Além de analisarmos os resultados, temos de pensar em como essa meta será atingida e de que maneira a criatividade está aparecendo para concretizar a venda. Portanto, sugiro premiações quanto às metas e forma e até que ponto a idéia criativa agregou valor ao negócio ou somente aumentou o caixa no fim do mês.

» Vendedores são movidos por desafios, por isso, pode-se definir um valor fixo que cubra seus pequenos gastos e um maior para a variável, enquanto para os demais profissionais que ajudaram para que o sucesso do vendedor se concretizasse deverá ser o contrário ? fixo maior e variável menor.

» Além das metas individuais e coletivas, temos de pensar em outras a curto e longo prazos, aquelas que reforçam as vendas de imediato e as que fidelizam o cliente. A qualidade e fidelização dele não estão somente nas mãos dos vendedores, mas também do caixa, empacotador, repositor, telefonista, etc. Sendo assim, devemos também recompensá-los.

» Cada vez mais a liderança está envolvida em grandes desafios. Particularmente, consideramos dois deles: gerar e gerir o equilíbrio entre produtividade e motivação e estabelecer a real parceria na busca da melhoria contínua e desenvolvimento. Em ambos, encontramos a importância da criatividade e inovação. As pessoas efetivamente se envolvem, ?vestem? a camisa e quando se emocionam pelo que fazem percebem a possibilidade de criar, inovar e fazer diferente.

Você, que é responsável pelos resultados da empresa, deve lembrar que em todo processo há pessoas: gente lidando com gente. Portanto, a motivação deve vir de você mesmo! Motive-se e venda mais!

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima