Metodologia 5D para resolução de problemas

Metodologia 5D para resolução de problemas

É inquestionável que visão de futuro é uma das grandes características da liderança. Mas é verdade também que não existe futuro promissor sem cuidar dos problemas do presente.

***
Workshop interativo, dinâmico, prático e divertido: VendaMais com ChatGPT

Perfeito para equipes que ainda não usam IA e ainda melhor para quem já usa e quer melhorar.

Inteligência artificial é grátis, fácil de usar e está disponível AGORA para melhorar seus resultados. Quer saber como? Quer saber mais? Entre em contato com o Jean: [email protected]
***

Em 2015, um grupo de consultores da McKinsey, liderado por Ramesh Srinivasan, fez uma pesquisa com 189.000 pessoas, em 81 empresas de diversos setores e países, para descobrir quais eram as características dos melhores líderes nessas empresas.

Começaram com uma lista de 20 características e terminaram com 4 principais:

  1. Resolução eficaz de problemas
  2. Operar com forte orientação para resultados
  3. Buscar perspectivas diferentes
  4. Suporte ao time

Hoje quero me aprofundar um pouco mais no primeiro item, que é a resolução de problemas, pois é algo fundamental na liderança, mas que ainda é muito subjetivo na maior parte das empresas. Cada líder tem um jeito de resolver, alguns são mais eficientes e outros não e isso pode acabar se perdendo quando temos troca de pessoas no comando.

Da mesma forma que vendedores precisam ter um playbook que defina o jeito de vender da empresa, precisamos ter um playbook de liderança também. Assim a empresa tem um jeito de liderar que é da empresa, não individual e subjetivo.

Criei então um framework de 5 etapas que você pode usar como referência nas suas reuniões. Para cada etapa, criei 3 perguntas que ajudam a direcionar a conversa.

Note como, se todos na sua empresa usarem a mesma metodologia, teremos vários benefícios:

  • Clareza e foco: fica muito mais fácil definir claramente qual é exatamente o problema, antes que saia todo mundo correndo tentar resolver as consequências do problema e não as causas.
  • Maior grau de acerto: definir melhor o problema ajuda também a analisar possíveis soluções de maneira mais inteligente e organizada.
  • Engajamento da equipe: as decisões passam a ser mais compartilhadas.
  • Eficiência: diminui tempo perdido, retrabalho e melhora muito a probabilidade de resolver o problema de verdade.

Aqui está a metodologia que comecei a testar. Veja o que acha e, se for útil, teste você também e depois me conte como foi.

Passo 1: Definir o problema

  1. Qual é exatamente o problema que estamos tentando resolver? (Parece básico, mas só isso aqui já dá debates enormes).
  2. Quais são os sintomas e as evidências deste problema?
  3. Quem e o que são afetados negativamente por este problema?

Passo 2: Descobrir as causas

  1. Quais são as causas raízes deste problema? O que exatamente está causando o problema?
  2. Existem fatores externos ou internos que contribuem para o problema?
  3. Este problema é semelhante a outros problemas passados? O que aprendemos com eles? Como foram resolvidos?

Passo 3: Desenvolver soluções

  1. Quais são as possíveis soluções para este problema? (Gosto muito de usar Ishikawa ou espinha de peixe para isto)
  2. Quais recursos (tempo, pessoas, dinheiro) são necessários para implementar estas soluções?
  3. Quais são os prós e contras de cada solução proposta?

Passo 4: Decidir um plano de ação

  1. Quem será responsável por cada parte do plano de ação?
  2. Qual o cronograma?
  3. Como e quando revisaremos o progresso da solução implementada?

Passo 5: Demonstrar resultados e discutir ajustes

  1. Estamos progredindo conforme o planejado?
  2. Quais ajustes são necessários para garantir o sucesso da solução?
  3. Como podemos adaptar e melhorar nosso plano com base nos resultados e feedbacks?

Este framework orienta os líderes e a equipe através de um processo lógico e abrangente, e fomenta a colaboração e o comprometimento de todos os envolvidos, seja qual for o problema escolhido para resolver.

O pessoal da Covey, inclusive, escreveu um livro excelente sobre como fazer com que um projeto evolua bem, chamado “As 4 Disciplinas da Execução (4DX)”. É um complemento perfeito para esta metodologia de tomar decisões: você decide qual problema resolver/atacar e depois usa 4DX para executar.

Lembrando que capacidade de execução é, de longe, um dos maiores diferenciais competitivos que você pode ter. E tudo começa com o processo decisório correto.

Se você quiser realmente desenhar e construir seu futuro, precisa entender e resolver melhor os problemas do presente.

Abraço, boa semana e boa$ deci$õe$,

Raul Candeloro
Diretor
VendaMais

P.S. Tenho vaga para uma pessoa no meu grupo de mentoria online em maio. Se quiser participar: mentoria.raulcandeloro.com.br

Conteúdos Relacionados

Show must go on

Show must go on

Hoje ia escrever sobre a morte do vendedor B2B, change management e a mudança brutal que vem forçando equipes de vendas a se adaptarem. Mas,

Continuar lendo

Pin It on Pinterest

Rolar para cima