Mire alto e certo

Estipule metas desafiadoras

Definir metas maiores que as que você já tem é uma questão de identificar oportunidades, segundo Aline Clark, autora do livro O pulo do gato: a diferença em sua trajetória profissional, e ela também explica por que é tão difícil detectar essas possibilidades de crescimento: “Geralmente, as oportunidades surgem disfarçadas de trabalho, por isso muitas pessoas não as reconhecem”. Melhore sua percepção em relação a essas possibilidades de crescimento. Confira o quadro a seguir.

 

Como e por que estipular metas desafiadoras? – Um dos primeiros passos é entender a diferença entre meta e objetivo: as metas são os resultados intermediários, enquanto o objetivo é o resultado maior a ser atingido. Este pode ser definido como o norte do plano e aquelas, como degraus mais fáceis de atingir. Após essa compreensão, defina metas e objetivos desafiadores, mas realistas, que devem ser difíceis de alcançar, porém atingíveis. Afinal, as maiores lições que surgem em nosso dia a dia vêm dos grandes desafios. Também altere suas metas sempre que necessário, como quando perceber que o que propôs é fácil demais, pois assim seus resultados serão menores do que deveriam ser. O objetivo é ter sucesso com uma meta que valha a pena.

Outra função das metas desafiadoras é o estímulo que elas provocam em quem as determina. Para Diego da Silva, estudante de administração, um grande exemplo disso são os esportistas. “Você já reparou como um atleta, na maioria das vezes, está sempre motivado, principalmente os competidores de natação e atletismo? Isso se justifica porque eles têm metas e recordes a serem alcançados e superados. Então, partindo desse princípio, entende-se que a meta é mais uma ferramenta para a motivação”, afirma. Se em sua função não existem metas estipuladas, crie-as você mesmo. Em muitos cargos, elas são mais difíceis de mensurar, mas se observar seu dia a dia, certamente encontrará alguma forma para isso.

Como atingir metas desafiadoras – Assim como os desafios pequenos, os maiores também devem ser escritos em algum lugar onde você, frequentemente, possa lê-los para não perder o foco. Além de estipular datas, é fundamental fazer um acompanhamento para a adequação dessas metas e objetivos.

É assim que os esportistas atingem seus resultados. Eles sabem que precisam vencer pequenas batalhas antes de partir para um grande confronto. Os atletas buscam a quebra de recordes, mas se propõem a ganhar um décimo de segundo, dez centímetros de cada vez. No mundo corporativo, não é diferente. Os profissionais bem-sucedidos são aqueles que conquistam pequenas e grandes vitórias. Então, comece pelos desafios mais concretos e possíveis de realizar, e vá aumentando gradativamente suas metas. Não dê passos maiores do que realmente pode dar. Dessa forma, você certamente se sentirá motivado com as conquistas e não se deixará abater pelas pequenas decepções que poderão ocorrer.

Outro ponto fundamental para atingir suas grandes metas é não se fazer de vítima. É comum ouvir pessoas reclamando que o chefe não as valoriza, que não têm espaço para crescer e assim por diante. Mas o que elas fazem para mudar essa história? Será que já foram além do que seu descritivo de tarefas pedia e surpreenderam o líder, a empresa, o cliente? De acordo com o palestrante Marcelo Ortega, é preciso se esforçar para obter o que deseja: “O sucesso ocorre por acaso para aqueles que acreditam em si e nas oportunidades que a vida lhes dá, mas é preciso contar apenas com seu profissionalismo, pois não será casualmente que perderá um cliente ou uma venda. É preciso começar a ver as chances, preparar-se para todas elas e arriscar muitas vezes para que, assim sendo, e não por acaso, você vença”.

            Ou seja, reclamar não muda nada sua situação, pelo contrário, só prejudica sua imagem profissional. Portanto, coloque em prática alguns dos preceitos citados nesta matéria, como estipular e atingir metas maiores que as que você já precisa conquistar.

 
Prepare-se para crescer!

Para que você consiga identificar as oportunidades e crescer profissionalmente, é importante ter em mente:

 

  • O seu real valor profissional.
  • O seu verdadeiro talento, sua verdadeira paixão.
  • Suas prioridades profissionais e pessoais.
  • Conhecimentos sobre a empresa na qual trabalha.
  • Que deve ficar atento às novas tendências e aos movimentos do mercado.
  • Que é preciso aproximar-se de profissionais experientes e competentes.
  • O fato de utilizar a rede de relacionamentos.
  • E, principalmente, aceitar e estipular grandes desafios.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima