Motivação, só se for sem rotina!

Trabalho há seis anos em uma empresa, na qual ingressei pelo departamento de Controladoria. Meu trabalho era motivador e desafiante, mas chegou um momento na carreira em que percebi que se agirmos e pensarmos da mesma forma, não conseguiremos ir em frente. Trabalho há seis anos em uma empresa, na qual ingressei pelo departamento de Controladoria. Meu trabalho era motivador e desafiante, mas chegou um momento na carreira em que percebi que se agirmos e pensarmos da mesma forma, não conseguiremos ir em frente. Talvez o que faltasse fosse um pouco mais de desafios.

Mudei de departamento e saí da zona de conforto. Passei a trabalhar com cotações de preço para clientes do mundo inteiro e nenhum dia é igual ao outro. A cada momento sou solicitado a vencer pequenos desafios, a cada cotação feita, um novo aprendizado. Num instante, cotações para o mercado americano, no minuto seguinte, cotações para o mercado europeu. São situações diferentes, clientes diferentes, produtos diferentes e aprendizado contínuo.

Só agora consigo perceber que podemos mostrar nosso valor com pequenas vitórias. É muito gratificante quando a empresa recebe um pedido de compra para um produto no qual participei de sua história, desde quando era apenas um projeto.

Minha fonte de motivação vem dos desafios. Não digo que um bom salário não motive, mas não é tudo. A sensação de ir embora para casa depois de um dia ?diferente? é fantástica.

Leandro Domingos Oliveira tem 23 anos e trabalha na Mahle Metal Leve S/A. E-mail: [email protected] ?Se continuar a fazer o que sempre fez, vai continuar a conseguir o que sempre conseguiu? ? Anthony Robbins

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima