Namorados para sempre

Uma das experiências mais importantes de minha vida conjugal aconteceu depois de trinta anos que minha esposa e eu estávamos casados. ?Uma das experiências mais importantes de minha vida conjugal aconteceu depois de trinta anos que minha esposa e eu estávamos casados. Um dia, bem cedo, estávamos calmamente tomando o café da manhã e acordando para o dia, quando minha esposa me olhou e disse:

– Sabe querido, gostaria de ser mais nova. – Mas que bobagem, por quê? ? perguntei. Se eu fosse mais nova, ficaria mais tempo casada com você.

– Devo confessar que essas palavras me comoveram como nunca, antes ou depois. Nunca me senti tão amado ou unido a ela como naquele momento. (…) Conhecemos lugares maravilhosos e compartilhamos muitas experiências interessantes, mas o fato mais significativo para mim foi o que ocorreu em nossa própria casa naquela gloriosa manhã. Normalmente, não encontramos o amor e a felicidade naqueles lugares distantes com nomes estranhos. Em geral, encontramos o amor em casa, na presença da pessoa atenciosa e solícita que o cultiva diariamente.?

Não foi por acaso que Zig Ziglar, um dos palestrantes motivacionais mais requisitados dos Estados Unidos, vendeu milhões de livros ensinando a alcançar sucesso na vida e nos negócios. Casado há 70 anos (!), o talentoso e experiente autor também sabe o que diz quando o assunto é casamento. Ele e a esposa Jean (a quem ele chama de ?a Ruiva?), personagens da história acima, saboreiam com prazer o sucesso de um casamento feliz, e sabem o que deve ser feito para consegui-lo. No livro Namorados para Sempre, Ziglar revela com muita propriedade as razões dessa relação bem-sucedida. Afinal, o lar é o primeiro lugar onde devemos ser bem-sucedidos, é a nossa base, nosso refúgio. Quem não quer ser feliz no casamento? Quem não quer ter uma família saudável física e emocionalmente?

Afinal, o casamento é importante? Sim, diz Ziglar. Em seu livro ele conta que o antropólogo britânico John D. Unwin dirigiu um estudo abrangente em oitenta civilizações que duraram, cada uma, cerca de quatrocentos anos. Unwin descobriu que todas elas sofreram do mesmo mal: à medida que a mentalidade conservadora das civilizações foi tornando-se mais e mais liberal, a família foi atingida. E, em todas essas civilizações, a queda veio uma geração após a deterioração da unidade familiar.

Qual a explicação para esse fenômeno? A pesquisa do Dr. Unwin revelou que, quando um homem se apaixona e se dedica a uma mulher, quer cuidar e protegê-la. Em vez de usar suas energias para satisfação de desejos e luxúria, ele constrói uma casa, poupa para o futuro e trabalha duro.

Quando a sociedade é composta por milhões de famílias que seguem uma conduta moralmente saudável, a nação é forte e estável. Mas na falta do compromisso familiar, a ruína é inevitável.

Casamento estável gera sucesso pessoal e profissional Para Zig Ziglar, são muitas as evidências de que um bom casamento oferece uma chance infinitamente maior de ter êxito na vida profissional e pessoal. Isso não significa que pessoas que não têm casamentos estáveis não possam alcançar esses objetivos, mas há evidências claras de que um bom casamento cria uma base perfeita para se construir uma vida pessoal e profissional mais bem-sucedida.

Quatro estudos independentes com profissionais bem pagos (um estudo se baseou em 1.139 executivos com renda anual de U$ 356.000) provaram que esses homens e mulheres tinham qualidades em comum:

* Lealdade ao cônjuge. A maioria era casada há mais de 25 anos.

* Compromisso com a família. Oito entre dez tinham filhos e nove entre dez declararam que a família era prioridade em sua vida.

* Afiliação religiosa. A maioria freqüentava regularmente uma igreja ou sinagoga.

* Estilo de vida equilibrado. Nove entre dez praticavam exercícios físicos regularmente, tinham tempo para lazer e bom sono.

* Um verdadeiro amor pelas pessoas. Essa preocupação começa em casa, com o cônjuge e os filhos. A maioria dos executivos realmente eficazes passa todo o tempo livre com a família.

O romance deveria começar, e não terminar com o casamento Mas, apesar de todas essas verdades comprovadas, a construção de um relacionamento bem-sucedido tem sido vista como mera utopia. Os números de divórcio vêm crescendo ano após ano, em todo o mundo. Muitos desistem do casamento ante as adversidades ou a rotina.

O relacionamento tende a se desintegrar, a menos que se invista tempo e energia a fim de mantê-lo. Os casamentos não terminam de repente. Eles morrem gradualmente devido às falhas que deixam escapar a alegria e o entusiasmo que o casal deveria sentir. Nos acostumamos tanto com a presença um do outro, achamos que sabemos tudo sobre o outro, e não nos esforçamos para fortalecer o relacionamento que lutamos para conquistar.

Mas, para Zig, ?todo casamento, por pior que seja, tem boa chance não só de sobreviver, mas de florescer, se marido e mulher assumirem uma atitude positiva e começarem a tomar as medidas necessárias para que o relacionamento dê certo.?

Veja o que Zig Ziglar aconselha ao casal fazer para recomeçar seu romance, passo-a-passo:

Primeiro passo: respeitar o outro Respeite a opinião que seu cônjuge tem sobre as decisões que você tem de tomar.

Segundo passo: fazer as pazes Vocês têm de ser não somente amantes, mas também os melhores amigos um do outro.

Terceiro passo: construir alguns castelos de areia A vida seria muito melhor se maridos e mulheres parassem para planejar mais atividades juntos e com a família.

Quarto passo: assumir o compromisso De acordo com o Dr. James Olthius, os cônjuges que não consideram seu relacionamento uma responsabilidade permanente na vida acabam vivendo em permanente crise.

Quinto passo: reconstruir a base Sempre é tempo de renovar os votos que fizeram no altar, ou seja, renovar o ?pacto? que fizeram de estarem sempre um ao lado do outro.

Sexto passo: serem companheiros eternos Os cônjuges deveriam sempre se ajudar. Se você se tornar e se mantiver íntimo de seu cônjuge para poder ajudá-lo, realmente conseguirá começar tudo de novo!

?As ações freqüentemente precedem os sentimentos? Zig Ziglar

É hora de namorar As pessoas bem-sucedidas no que fazem alcançam seus objetivos graças a uma série de pequenas coisas que praticam todos os dias. Se você fizer diariamente as pequenas coisas que Zig Ziglar recomenda, elas farão grande diferença no seu casamento:

?Mime? seu cônjuge Por exemplo, você pode fazer um bolo ou um jantar especial, com o prato favorito do seu marido; você pode abrir a porta do carro para sua esposa entrar, ou sair. É um lembrete constante de que ela é importante e, por meio do seu gesto, você está dizendo ?eu te amo?.

Ofereça ajuda Se marido e mulher trabalham fora, cuidar das crianças, preparar o jantar e cuidar da roupa não se restringem à categoria ?trabalho de mulher?. Essas tarefas são responsabilidades familiares, ou melhor, oportunidades. A família deve funcionar como uma equipe.

Agradeça Quando seu cônjuge fizer qualquer coisa que você aprecie e que torne sua vida mais fácil, um sincero ?obrigado? é importante e bem-vindo.

Peça perdão Quando você estiver errado, a coisa mais importante a dizer é: ?Desculpe, amor. Eu errei. Você me perdoa?? Melhor ainda é quando não importa quem toma a iniciativa de fazer as pazes. Isso demonstra maturidade, preocupação e amor.

Apresentem-se da maneira certa Tenha orgulho de apresentar seu cônjuge como seu marido, ou sua esposa. Veja como Ziglar apresenta Jean: ?Essa é a Ruiva. É a pessoa que me ouve o tempo todo. Eu a amo e tenho o maior orgulho de dizer que é a minha esposa. É a Jean.?

Tirem uma folga Phil e Carol Glasgow, amigos de Zig, fazem todo ano algo que melhorou muito o casamento deles: Carol tira alguns dias de folga sozinha e Phil fica tomando conta das crianças. Ganham todos: Carol descansa de sua rotina, Phil sente um novo respeito pelo papel que sua esposa desempenha, e as crianças passam a conhecer mais seu pai.

Riam juntos Façam juntos coisas que proporcionem boas risadas. Leiam livros de piadas divertidas, vejam comédias, ou apenas aprendam a encontrar o lado engraçado das situações da vida.

Fazer tudo isso dá trabalho? Sim. Requer muito tempo? Novamente, a resposta é sim. Mas o retorno de seu investimento é enorme. Além das recompensas serem animadoras, manter um relacionamento amoroso é menos custoso ? e não estamos falando apenas financeiramente ? do que reparar um casamento falido.

Zig Ziglar é palestrante motivacional e escritor, presidente da Zig Ziglar Corporation, empresa que prepara as pessoas para aproveitar melhor suas capacidades físicas, mentais e espirituais. Visite o site www.zigziglar.com

Para saber mais: Namorados para Sempre, de Zig Ziglar (Editora Vida). Visite: www.editoravida.com.br.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima