Não treine, capacite

Toda organização deveria excluir o departamento de treinamento e incluir o departamento de capacitação, em que as pessoas possam dar o melhor de si, e não apenas o que a empresa espera obter delas. Todo modelo de administração tem, no treinamento, um grande aliado, sugerindo meios e informações às pessoas que fazem parte do negócio, a fim de conduzi-las pelos caminhos da formação estrutural dele.

Aplicando treinamento em cima de treinamento, pude observar muitos tipos de resultados: colaboradores que se atrelavam às normas impostas e, assim, permaneciam: discordavam, desrespeitavam, não estavam nem aí para nada. Mas para mim, o tipo mais importante de resultado foi o gerado pelos colaboradores que assimilavam o treinamento e iam além, por meio de suas próprias capacidades, despertadas ao longo do processo.

Logo percebi que poderia fazer algo melhor do que treinar as pessoas: poderia fazê-las despertar para suas reais e profundas capacidades ? o treinamento deixou de ser o fim e tornou-se o meio. Um fato que ocorreu comigo, além dos vivenciados com a minha equipe, complementa essa afirmação.

Em um Dia dos Namorados, entrei em uma loja de perfumes e pedi à atendente que me sugerisse dois perfumes diferentes para duas mulheres diferentes. Ela ficou toda confusa. Percebia-se que seguia à risca o treinamento que recebera e deve ter feito imediatamente uma imagem de cafajeste a meu respeito.

Depois de muita embromação, outra atendente que estava por perto resolveu assumir o caso. Eu repeti que queria dois perfumes diferentes para duas mulheres diferentes. Ela logo olhou para os lados e falou baixinho: ?Senhor, não seja bobo, leve os dois perfumes iguais, assim quando estiver com as duas no mesmo dia, elas não vão perceber, pois o perfume será o mesmo, poupando-lhe alguns cuidados?.

Adorei a solução e a indicação, embora ela não soubesse que uma mulher era minha esposa e a outra minha mãe. De qualquer forma, ela foi além do treinamento e ganhou um fiel cliente.

Toda organização deveria excluir o departamento de treinamento e incluir o departamento de capacitação, em que as pessoas possam dar o melhor de si e não apenas o que a empresa espera obter delas. É comum, em entrevistas para emprego, perguntarem o que a pessoa fez até o momento, mas nunca perguntam o que ela pretende e pode fazer além do que já fez.

É possível despertar novas atitudes nas pessoas, que vão além do treinamento, frente aos mesmos fatos. Quantos bombeiros, pelo mundo, descobrem que podem ir além das regras no momento de perigo e atribuem o salvamento a uma força maior? Sim, uma força maior. A força que lhes desperta o desejo do salvamento e os leva além.

Seja um bombeiro na sua área, não apenas apagando os incêndios do dia-a-dia, mas criando e oferecendo ao seu cliente mais do que ele espera receber. Utilize essa força maior que todos nós temos para ir além.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima