O bê-á-bá da comunicação

Saiba o que é mais importante para uma comunicação eficaz e seja um profissional de sucesso! Vivemos em uma era em que novas e revolucionárias ferramentas digitais estão presentes, com recursos que permitem alçar vôos antes inimagináveis. O problema é que compramos um produto que não vem acompanhado de manual do usuário e, por isso, continuamos quebrando a cabeça e gastando preciosos neurônios para saber exatamente como os controles da máquina funcionam.

Já que não há manual de instruções, criamos nossas próprias regras de uso, que muitas vezes privilegiam o oposto.

Para alguns, vale tudo: liberdade total, textos ?sem lenço e sem documento?. Morte às crases e às vírgulas! Enterremos de vez a soberba dos acentos e as amarras impostas pela Gramática. Finalmente livres!

Para outros, a tradição não deve nem de longe ser maculada por essas libertinagens revolucionárias. E-mail não é texto, é apenas meio.

Graças à comunicação eletrônica, é possível fazer chegar ao leitor as mesmas cartas de sempre ? os ofícios e contratos da forma como eu sempre escrevi e as propostas comerciais do jeito que eram redigidas desde 1567, quando Dom Pero Fernandes Sardinha foi devorado pelos índios Caetés.

A verdade é que as empresas se ressentem da ausência de um padrão de comunicação eletrônica que funcione e que seja realmente eficaz. A sensação incômoda é de que algo ficou pendente ou não anda funcionando direito.

É preciso mudar a idéia de que responder e-mails dispensa qualquer tipo de especialização. Afinal, escrever todo mundo sabe (será mesmo?).

Na era da informação e do conhecimento, a comunicação clara, concisa, precisa, transparente e objetiva se tornou o grande diferencial competitivo. Pense nisso.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima