O emocional na carreira

Pense em maneiras de não perder o controle emocional no trabalho. Conte até dez, mas nunca responda com a emoção, só com a razão. A emoção na carreira, muitas vezes, dá energia e esse é um bom efeito, particularmente quando gera empolgação com o trabalho. O problema é quando há perda do controle emocional.

É comum vermos chefes que gritam, xingam e não são nada racionais em suas respostas. Eles são consumidos pela emoção e perdem o controle sobre si mesmos e sobre o momento. Pense nas vezes em que você viu alguém perder o controle emocional. Não foi um desastre tanto para quem perdeu o controle quanto para as outras pessoas que participaram do ocorrido?

Eu, pessoalmente, tenho visto muitas pessoas talentosas perderem oportunidades de progresso profissional por não saberem controlar seu lado emocional. Essas pessoas brigam com chefes, subordinados, colegas e sua utilidade para a empresa é reduzida enormemente.

Quero aconselhar você a aprender a ser frio como gelo nas decisões e nas brigas. É difícil? É! A emoção é difícil de ser superada, porém, quem sai ganhando é sempre a pessoa que mantém a cabeça fria, tomando as melhores decisões.

Em vez de responder a um confronto, fale que quer pensar, pois não está preparado para responder naquele momento. É maravilhoso como uma noite de sono ajuda a resolver problemas. O famoso “empurrar com a barriga”, nesses confrontos, funciona muito bem e, em geral, ajuda a vencer a batalha.

Pense em maneiras de não perder o controle emocional no trabalho. Conte até dez, mas nunca responda com a emoção, só com a razão. É muito melhor levar as coisas na esportiva. Em vez de brigar, saia com um comentário bem-humorado.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima