O guerreiro das ondas

Ele foi um adolescente sonhador e rebelde. A paixão pelo mar e o desejo de ser livre fez com que Fico ? ou Raphael Levy, seu nome verdadeiro ? quisesse vencer na vida, ganhar dinheiro, viajar, ser dono do próprio destino. Para isso, começou a costurar carteiras e mochilas. Caiu na estrada e foi vendendo seus produtos para se sustentar Ele foi um adolescente sonhador e rebelde. A paixão pelo mar e o desejo de ser livre fez com que Fico ? ou Raphael Levy, seu nome verdadeiro ? quisesse vencer na vida, ganhar dinheiro, viajar, ser dono do próprio destino. Para isso, começou a costurar carteiras e mochilas. Caiu na estrada e foi vendendo seus produtos para se sustentar.

Tornou-se empresário, fez sociedade com o irmão e com um amigo e seguiu em frente, rumo ao sucesso. Tudo corria bem até a chegada de 1987. Naquele ano, Fico se casou. Durante a lua-de-mel começou a passar mal. Em pouco tempo não conseguia mais enxergar. Foi ao médico e três semanas depois estava enxergando novamente.

O alívio que não veio Na mesma época, Fico interrompeu uma reunião para ir ao médico. Mal chegou ao hospital, já perdeu o domínio sobre as pernas. Recebeu medicação e, ao acordar, nada tinha mudado. Ele não sentia mais nada da barriga para baixo. Era como se aquela parte do corpo não pertencesse mais a ele.

Teve início, então, uma longa viagem de volta. O surfista começou a fazer fisioterapia, massagem, acupuntura, tratamentos experimentais. Tudo em busca de uma cura para a Esclerose Múltipla, doença da qual foi vítima. Diante de inúmeras tentativas dolorosas e pouco eficazes, Fico abdicou do casamento e concentrou-se em sua recuperação. Trabalhava, meditava e fazia fisioterapia todos os dias. Com o tempo, conseguiu dar os primeiros passos. Reencontrou uma antiga amiga, casou-se com ela e teve uma filha.

Hoje, o empresário investe em campeonatos de surfe pelo Brasil e a marca Fico é conhecida e respeitada. Às vezes, Raphael Levy ainda tem crises, mas aprendeu a conviver com elas. Como todo grande guerreiro, Fico conheceu seus limites e conseguiu superá-los.

Frases de Fico 1- O corpo tende transformar em doença tudo o que tentou engolir.

2- Duas crenças carrego nos bolsos da calça. Bolso direito: existem pessoas boas e pessoas invisíveis. Bolso esquerdo: todos temos destinos entrelaçados. O acaso, a meu ver, inexiste.

3- Quando você nasce, você chora e sua mãe sorri. Quando você morre, sua mãe chora. E você?

4- A juventude tem uma queda por explicações que extrapolam a lógica dos olhos. Porque elas sempre têm a dizer, em coisas desagradáveis ou desprezíveis, algo bastante significativo.

5- Acreditar sempre será mais forte que não acreditar.

6- Quem escolhe enfrentar seus próprios problemas deve-se saber imune a cicatrizações.

7- Digo sempre: as pessoas precisam ser tratadas, não a doença.

8- Com o tempo, percebi que não era o mundo que havia perdido suas cores e seu movimento, mas eu. A chave girou no dia em que puxei fôlego e resolvi combater a situação.

9- Cada um tem seu tempo de aprendizagem. Nem que seja no instante do último suspiro, um dia as pessoas aprendem.

10- Não se pode querer que os outros reajam como você reagiria.

Para Saber Mais: FICO: A história de Raphael Levy. André Viana (Editora Gaia)

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima