O uso do cartão de crédito

Como usar seu cartão de crédito

Muitas dúvidas surgem quando a questão é usar ou não o cartão de crédito. Vamos analisar seu uso a partir do questionamento de um colega vendedor: “Vale a pena utilizar o limite do cartão de crédito para realizar compras, considerando que tenho comissões atrasadas a receber?”.

 

Para facilitar a decisão, vamos analisar os dois pontos principais que envolvem essa questão:

 

  1. 1.   Paga-se juros pela utilização do cartão?

Não se paga juros, desde que a fatura seja quitada até a data de vencimento. A partir daí, são cobrados altos juros e outras tarifas. Então, a análise é: você receberá a comissão das vendas, com toda a certeza, antes do vencimento do cartão? Caso não, poderá arcar com os custos envolvidos? E a pergunta mais importante: essa compra é realmente necessária e precisa ser feita agora?

 

  1. 2.   A loja pode cobrar juros ou taxas do cliente pelo uso do cartão de crédito?

Quando pagamos algo com o cartão de crédito, o lojista demora até 40 dias para receber esse valor das administradoras. Mas cobrar um preço mais alto só por estar vendendo um produto ou serviço com cartão de crédito é completamente proibido. Então, o que muitas empresas fazem é dar descontos para quem paga com boleto, cheque ou dinheiro.

 

Se possível, tente sempre pagar o preço mais baixo – com desconto –, mesmo que compre com o cartão de crédito. Utilize seus conhecimentos de negociação. Talvez, você descubra que muitas empresas não oferecem tanto desconto assim, mas alguma coisa poderá conseguir. Por falar em negociar, não se esqueça de que os cartões de crédito cobram uma anuidade, que geralmente vem parcelada em seus extratos para passar um pouco mais desapercebida. Quando recebê-la, ligue para a administradora a fim de tentar reduzi-la ou eliminá-la. As chances de conseguir são grandes.

 

Quando você precisar fazer uma compra e não tiver dinheiro no momento, certamente o cartão de crédito poderá ajudá-lo, considerando algumas vantagens indiscutíveis, como: a credibilidade que ele dá, pois quem possui um cartão de crédito já passou por uma análise de crédito e saiu vitorioso e também pelos bônus convertíveis em milhas aéreas ou outros prêmios, que se ganha na contratação ou utilização.

 

Não abuse, pois ao entrar no vermelho do cartão de crédito, pagando apenas o mínimo exigido no extrato, você acaba em um buraco sem fundo e começa a trabalhar só para pagar os altos juros, que variam dependendo da administradora do cartão e banco emissor.

 

A melhor maneira de não se empepinar com o cartão de crédito é ter um controle rigoroso das suas finanças, tanto de gastos quanto de recebimentos, principalmente se você ganha comissões ao longo do mês sem, necessariamente, estarem agregadas ao salário. Lembre-se de que a melhor receita é gastar sempre menos que se ganha!

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima