O vendedor gago

Carlos Alberto Carvalho Filho ? O vendedor gago ?Ven-vencedor é aquele que transforma seus so-sonhos em realidade, seus de-defeitos em vi-virtudes e suas li-limitações em o-o-oportunidades?. Robert Wong, o autor dessa frase, não é gago. Gago é quem a repete: Carlos Alberto Carvalho Filho, que prefere ser chamado de Beto, vendedor de sucesso, consultor de empresas e palestrante na área de vendas.

Foi na década de 80, já formado e atuando como engenheiro civil, que a ficha do Beto caiu. ?Como eu não tinha vocação para ser engenheiro resolvi ser vendedor?, conta ele, que mesmo sabendo das suas limitações, candidatou-se para a vaga de vendas na Xerox.

No início da carreira, a gagueira foi um problema, já que a fala é fundamental para qualquer profissional de vendas. Por isso, ele fez do novo emprego um laboratório. Todo dia, antes de vender copiadoras, Beto treinava nos açougues da cidade: ?Eu sabia que eles não iriam comprar, mas não ia lá para vender, e sim para treinar. No início, eu trancava e gaguejava até criar um processo de fala com ênfase nos gestos, no olhar e tom da voz?.

Durante a fase de aprendizado, ele enfrentou outro grande desafio: superar a vergonha. ?A partir do momento que comecei a ver que não era ruim ser gago e que podia ser feliz, passei a vencer a gagueira?, explica.

Beto acredita que transformar a dificuldade em vantagem competitiva foi o que fez dele um profissional de sucesso. ?Eu fiz do meu problema um mote para me comunicar de uma forma mais vibrante?, conta ele. Sua dica para quem quer aprimorar suas técnicas de venda é: ?Escutar com os ouvidos da mente e falar com a voz da alma, ou seja, escute com a razão, mas quando você for falar, trabalhe com a emoção?.


Para saber mais:

Título: A Azeitona da Empada
Autor: Carlos Alberto Carvalho Filho
Editora: Integrare

Para conferir esta matéria na íntegra, acesse o portal VendaMais e clique na seção VM Plus.

Colaborou nesta matéria: Mateus Redivo

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima