Onde estão os vendedores, alguém sabe?

É inacreditável que em um mundo como o atual os vendedores tenham desaparecido. Não raro você entra em uma loja e lá estão eles, os “vendedores” ou deveríamos chamá-los de “mal-humorados” responsáveis por nos atenderem. A verdade é que cada vez mais muitas pessoas escolhem esta profissão por acreditarem que não servem para mais nada vida. É inacreditável que em um mundo como o atual os vendedores tenham desaparecido. Não raro você entra em uma loja e lá estão eles, os “vendedores” ou deveríamos chamá-los de “mal-humorados” responsáveis por nos atenderem.

A verdade é que cada vez mais muitas pessoas escolhem esta profissão por acreditarem que, em não servindo para mais nada vida, somente resta-lhes a opção de serem vendedores. Se os melhores da profissão ouvissem tal comentário, com certeza ficariam extremamente indignados! Mas nem tudo está perdido, ao mesmo tempo que encontramos estes seres humanos desqualificados e desinteressados, temos a felicidade de encontrar também aqueles que acreditam que a venda é a sua vida, que vender é mais do que profissão, pois é sua escolha e sua “luz”.

No entanto, independente da sorte que tenhamos ao entrar em uma loja ou receber um em nossa casa ou empresa, cada vez mais percebe-se a necessidade de treinar este exército de profissionais, pois quem sofre ou beneficia-se com tudo isto somos nós, os clientes.

Existem muitas boas empresas no ramo de treinamento de vendedores, no entanto, por incrível que pareça, a maioria das empresas que o fazem jamais abordam verdadeiramente o assunto, já que esta é uma abordagem delicada. Há que dizer-se que ser vendedor é ser dono de uma personalidade única, voltada para servir sem ser serviçal, ajudar sem ser assistencialista e obter resultados sem ser frio e calculista.

Seguramente não é fácil, mas quando você encontra um destes pela frente fica maravilhado e nunca mais troca de loja, ou melhor, de vendedor. Sabe-se que a formação de um vendedor não pode restringir-se somente às questões técnicas de produtos e serviços, bem como também não pode estacionar nas questões de fechamento tão somente. Ainda encontramos muitos profissionais que acreditam que o negócio é “fechar”, tirar o pedido e pronto, o cliente que se dane! Na verdade, o comportamento e a personalidade são, verdadeiramente, as qualidades mais procuradas, pois delas advém todo o resto como: respeito, ética, seriedade, responsabilidade, vontade de aprender, curiosidade, argüição, negociação, persuasão, sedução, elegância, objetividade, assertividade e por aí vai.

Lembre-se! Quem faz o que gosta na vida, além de contagiar quem está ao seu lado, não trabalha um dia sequer, pois todos os dias são uma festa!

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima