Os 20 focos da excelência

Você é um diretor, gerente, chefe de equipe ou um vendedor?

Você é um diretor, gerente, chefe de equipe ou um vendedor? E deseja ser cada vez melhor?

Ora, antes de saber como é ser excelente preciso questionar: “Ser excelente em quê?”.

Eu tenho certeza de que você já se perguntou: “Ora, todos os consultores e palestrantes dizem que precisamos desenvolver a excelência, mas, afinal de contas, eu devo ser excelente em quê?”. Tenho a pretensão de ensaiar uma resposta para essa questão. Você precisa ser cada vez melhor basicamente em 20 pontos essenciais que eu chamo de focos da excelência básica:

  1. Saber o que se deseja e querer o que se sabe.
  2. Conseguir administrar a qualidade de vida quando se cruzam trabalho, família e realizações pessoais.
  3. Ter ações e reações positivas antecipadas para possíveis conflitos no trabalho e na vida.
  4. Manter procedimentos firmes para o que é urgente e importante na vida pessoal e profissional, hierarquizar valores e administrar prioridades.
  5. Se você é um líder, sabe recrutar e formar pessoas para o desempenho máximo e manter alta a motivação e o desempenho delas.
  6. Criar métodos eficazes de crescimento da satisfação, sedução e fidelização de clientes.
  7. Entender que não há lucratividade sem competitividade nem competitividade sem produtividade e que os resultados se conseguem melhorando os processos internos que alinham as pessoas para o sucesso.
  8. Buscar informações para levantar cenários internos e externos e crescer estrategicamente.
  9. Trabalhar orientado no sentido de ganhar pontos em cima dos concorrentes e desenvolver vantagens competitivas, pois competir para vencer é ganhar a preferência do cliente externo.
  10. Mobilizar toda a organização no sentido de que todos os clientes internos devem trabalhar para o cliente externo.
  11. Incrementar o espírito criativo e o trabalho inovador na empresa.
  12. Fazer com que o capital intelectual, moral e social, comportamento e comprometimento trabalhem em favor do crescimento das marcas.
  13. Disciplinar a mente para seguir um ritual que são as tarefas que resultam em ações produtivas, pois acertar num negócio é acertar no ritual.
  14. Compreender que para vencer no mundo corporativo é preciso duas frentes: conquistar novos clientes e manter os atuais, e que fracasso é ser nota dez em uma frente e zero em outra.
  15. Acompanhar a vida de sua empresa por meio de um retrato dela que está nos balancetes, balanços, fichas diversas demonstrativas de lucros e perdas, etc.
  16. Descrever políticas claras para evitar o desperdício, a fofoca e o mal-estar.
  17. Reunir todo mundo e gritar: “Nós existimos para crescer, e não para sobreviver, pois, se apenas pensarmos na sobrevivência seremos devorados pelo concorrente que tem como objetivo a expansão”.
  18. Fazer o marketing de cima para baixo (por exemplo: altos investimentos em propaganda) e, ao mesmo tempo, reinventar o marketing de baixo para cima (por exemplo: treinar seu pessoal de loja).
  19. Investir imediatamente no que você ainda não sabe. Caso contrário, é nele que você vai quebrar.

 

  1. Olhar mais para as mudanças de hábitos dos consumidores e menos para os políticos ou governo.

 

Enfim, concentre seu talento, esforço e tempo nesses 20 focos principais. É claro que há outros, mas esses são os gerais e básicos. Invente uma ficha para cada um deles. Descreva pontos de vantagem para todo resultado alcançado. A excelência hoje tem 20 direções essenciais. Você está cada vez melhor nelas? Seus pontos positivos estão aumentando a cada dia nesses 20 focos? Então, parabéns! Você é um atleta campeão da excelência prática. Senão, pelo menos já sabe em que deve se preocupar e se ocupar.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima