Os 5 sentidos para vencer

Cozinheiro que superou um câncer na laringe

Grant Achatz é considerado pela gastronomia internacional um dos mais bem-conceituados chefs de cozinha. No ano de 2005, ele abriu em Chicago, nos Estados Unidos, o Alínea – seu próprio restaurante, que levou o prêmio de melhor restaurante americano em 2006.

Com 30 anos de idade, Grant foi eleito uma das maiores revelações do mundo gastronômico. No entanto, sua história não teve apenas momentos de glória e sucesso, pois, além da grande concorrência internacional, comum em seu ramo, ele enfrentou uma barreira ainda maior: um câncer na laringe que se espalhou por sua língua. O que aconteceu? Ele perdeu sua maior ferramenta de trabalho, o paladar. Você pode imaginar o tamanho do problema dele? Um chef de cozinha sem paladar. O que fazer? Desistir? Afastar-se do trabalho?

Nada disso. Grant continuou sua jornada no restaurante e passou a desenvolver ainda mais sua criatividade para combinar as cores dos alimentos e os aromas. Além de aprimorar seu olfato e aguçar ainda mais sua visão como novas ferramentas de trabalho, ele também recorreu aos seus subchefes de cozinha, que o ajudaram a lançar as novas receitas de sucesso do Alíena. Mesmo com sua boca e garganta machucadas, ele não deixou sequer um dia de trabalho, pois acreditava que a melhor maneira de vencer sua doença seria fazendo o que mais amava na vida, cozinhar.

Após oito meses de sofrimento, Grant foi gradualmente recuperando seu paladar e, hoje, está curado por completo. Ele continua na lista dos melhores e seu restaurante se mantém famoso e lucrativo. Sua história nos ensina três lições essenciais para a superação:

1. Jamais desista do que você ama – O obstáculo de Grant tinha tudo para impedi-lo de trabalhar. Como ele poderia desenvolver ou aprovar um prato sem o paladar? Como manter uma energia boa para cozinhar, sendo que estava doente? A sua resposta às adversidades foi a paixão genuína pelo trabalho. Nada é capaz de vencer essa força. Foi esse sentimento que o manteve na lista dos melhores e fez com que seu restaurante continuasse lucrativo. É a sua paixão que provavelmente o ajudou a vencer o câncer.

2. Desenvolva outros recursos – Quando ele perdeu o paladar, aprimorou sua visão e olfato. Nós temos diversos recursos, mas infelizmente a zona de conforto nos impede de explorá-los. Parece que somente a dor é capaz de despertar a busca por novas habilidades. Para superar obstáculos, precisamos desenvolvê-las e tentar ver a vida por outros ângulos. Sair do padrão repetitivo é renascer para novas chances de sucesso.

3. Aprimore sua liderança – Um dos segredos de Grant foi trabalhar bem com seus subchefes. Ele não poderia ter conseguido sozinho. Seu trabalho era avaliado e desenvolvido por todos. Sabia utilizar o que cada um tinha de melhor. Saber formar e desenvolver um grupo de trabalho é primordial para vencer as crises. Uma equipe com sinergia permite que o ponto fraco seja suprido e os fortes tornem-se potencializados. Um time forte gera resultados expressivos, e o papel principal do líder é manter esse time alinhado. O verdadeiro líder é como um maestro, ele tem paixão, harmonia e, principalmente, consegue obter o melhor de cada um.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima