Ouro Fino

Como a empresa reinventou a água e conseguiu diferenciais competitivos para concorrer com gigantes Descubra como a empresa reinventou a água e conseguiu diferenciais competitivos para concorrer com gigantes

Na região de Bateias, em Campo Largo, PR, os registros da unidade fabril da empresa Ouro Fino existem desde 1898. A água mineral produzida pela empresa, que nessa época era vendida apenas em farmácias como produto medicinal auxiliar na digestão e benéfico para rins e cólicas, acompanhou mudanças tecnológicas, buscou facilidades de manuseio em suas embalagens e hoje faz parte do novo mercado de águas com sabores.

Embalagens premiadas

De acordo com o presidente do conselho administrativo da empresa, Guto Mocellin Neto, a Ouro Fino sempre se preocupou em ser uma empresa inovadora. E isso pode ser conferido nas embalagens elaboradas para os seus produtos. Em 1904, logo de início, a empresa foi premiada com medalha de prata no Congresso de Águas Minerais, realizado na Itália, por uma de suas embalagens (uma garrafa de vidro de cor âmbar com rolha de cortiça e rotulagem de papel).

Depois da primeira premiação, a tradição da inovação permaneceu. No decorrer dos anos, outras embalagens também foram premiadas. E, em 2006, a Ouro Fino Blue ganhou o prêmio Presidents Awards, em Beijing (China), que a consagrou como a embalagem mais bonita do mundo. ?Com o decorrer dos anos, tornou-se obrigatória a inovação?, comenta Guto. Hoje, a mais nova embalagem da empresa foi elaborada para pessoas ambidestras e tem uma tampa que pode ser usada como copo. ?O seu grande desafio é vender com margem de lucro associado ao aumento de venda. A embalagem e o aspecto visual causam impacto no consumidor, fazendo com que ele sinta prazer em comprar, pois a beleza da embalagem associada ao produto é o fator motivador da compra.?

A empresa no mercado

Para garantir o posto entre os líderes de mercado de água mineral do País, a Ouro Fino tomou algumas medidas preventivas: possui rígidos padrões de qualidade (é a primeira empresa brasileira a receber a certificação internacional da NSF ? National Sanitation Foundation), está em constante aperfeiçoamento e manutenção de todas as linhas de produção, possui um plano de gerenciamento de resíduos sólidos, conta com uma área de preservação ambiental em um parque ecológico e ainda investiu na modernização da logística, em maquinaria de última geração e em profissionais treinados.

Hoje a empresa conta com 300 funcionários e seu crescimento tem sido em torno de 10% a 12% ao ano. Para Guto Mocellin, esse resultado sofre forte influência do fato de hoje o brasileiro procurar um produto mais saudável e com segurança alimentar. ?Atualmente, passamos por um período de reestruturação e, agora, estamos vivendo um momento de investir forte em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos, inovando e modificando embalagens. Enfim, essa é a fórmula para se agregar valor ao produto e sair na frente dos concorrentes, vital para quem quer ser líder?, explica.

A concorrência das águas ?saborizadas?

Uma das grandes novidades de 2007 no setor de bebidas foram as águas saborizadas. A Ouro Fino foi uma das empresas que investiu forte nessa idéia com o lançamento da linha Plus. Mesmo concorrendo com gigantes como a Coca-Cola, a empresa não se deixou abater e entrou de cabeça na concorrência. O resultado foi promissor. No fim de 2007, as águas saborizadas foram um sucesso em vendas, as melhores dos últimos tempos. ?Acredito que nos próximos anos, a queda do consumo de refrigerante irá se acentuar e migrar para outras categorias. Todos brigam para dividir os dois litros que é o que cada ser humano consome diariamente. A Coca-Cola é uma que já investe no setor de sucos, chás e água?, conta.

Na opinião do presidente, os diferenciais do produto estão na força de uma marca reconhecida de água mineral: a apresentação do produto, que chama a atenção do consumidor e a embalagem inédita, projetada para pessoas ambidestras, com tampa que pode ser usada como copo. ?As águas saborizadas estão ocupando espaço dos refrigerantes, que estão em queda não só no Brasil, mas no mundo. Isso se deve à conscientização do consumidor por um produto mais saudável. A Ouro Fino se enquadra perfeitamente na nova tendência de mercado de produtos saudáveis e com segurança alimentar?, acrescenta Guto Mocellin.

Mocellin acredita que para lançar um produto frente a uma forte concorrência é preciso inovação. ?Temos como meta sermos sempre a empresa mais inovadora do mercado de águas minerais?, finaliza.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima