Paixão por atender

Para Maria Eugênia Salazar, fazer tudo corretamente não é suficiente. Tem de ter entusiasmo e envolver-se com as necessidades do cliente

Colaboração: Dione Junges

O que faz uma pessoa disponibilizar todos os canais de comunicação com ela, 24 horas por dia, 7 dias por semana, um ano inteiro? Uma boa pista é, se ela trabalhar diretamente com clientes e que viajam muito: deixar todos eles satisfeitos; estar sempre disponível. Mas só isso não é suficiente. “Não basta fazer tudo correto e faltar envolvimento”, sentencia Eugênia, agente autônoma de viagens paulistana. Junto com o marido, ela tem uma agência de viagens e representam, entre outras operadoras, a CVC.

Maria Eugênia Salazar, ou simplesmente Eugênia, como prefere ser chamada, pela praticidade, começou a carreira de vendas em 1981. Cinco anos depois, formou-se em Turismo. Ela é nossa campeã de vendas deste mês. Nossa supervendedora no mês do vendedor. Com cerca de 5000 clientes ativos em carteira, cumprir a risca a filosofia de trabalho, dá muito trabalho, e muita satisfação também. Boa leitura.

Início

“Iniciamos a agência em 25/05/1993, na Zona Norte de São Paulo, onde estamos até hoje. Nossa filosofia de trabalho sempre foi fundamentada na liberdade de mercado, em outras palavras, desde que a parceria seja livre, honesta e ofereça um excelente custo/benefício aos nossos clientes, não temos problemas em representá-los. Parcerias baseadas em acordos que beneficiam apenas nossa agência ou só a operadora turística, não fazem parte do nosso perfil. É preciso a satisfação de todos os envolvidos: a agência, a operadora turística e, principalmente, os clientes. Essa é a base da nossa história de 20 anos”.

Atendimento e atenção

“Nada é mais importante que nossos clientes. Não se trata de uma frase politicamente correta, é a pura verdade, quem não acredita nisso tem vida curta em qualquer tipo de negócio. Mentir para conquistar uma venda hoje, é jogar no lixo seu próprio futuro no mercado. Tanto eu, como você e todas as pessoas, desejamos bons produtos/serviços, bom atendimento e bons preços. Não há mágica, segredos, truques, ilusão etc. Somos fiéis às boas condições. Pode ser cliente há um ou dez anos, a exigência é a mesma, todos querem o melhor que podemos oferecer”.

Paixão e atitude

“Posso dizer, sem demagogia, que se há algum segredo como agente de viagens é a ‘paixão em atender’. Por dinheiro nenhum, nem eu ou qualquer profissional, ficaria 31 anos em uma única profissão. Já vi centenas de profissionais formados abandonarem os cargos no primeiro ano de trabalho. Turismo exige paixão e muita paciência. Já recebi alguns prêmios através dos anos e digo mais uma vez, mesmo parecendo demagogia: ‘Nada me deixa mais feliz que um (a) cliente satisfeito (a). Ouvir ou ler: ‘Eugênia, a viagem foi maravilhosa, obrigada por tudo’ é o prêmio mais valioso para qualquer profissional”.

Boca a boca

“Não existe segredo para que seu trabalho gere indicações. Se você realizar tudo com paixão e honestidade, certamente colherá bons frutos. Alguns atendentes/vendedores acham que os clientes não percebem o entusiasmo no atendimento, é um engano, não basta fazer tudo correto e faltar envolvimento, a frieza espanta até animais”.

Atendimento 24 horas

“Minha vida pessoal é complexa como a de qualquer profissional dedicado. Realmente falta tempo para o lazer, mas amo tanto o que faço que sinto prazer trabalhando. Não que seja uma diversão, mas sou feliz trabalhando”.

Orgulho

“Minha integridade moral. Operar 30 anos sem nenhum processo na justiça e sem reclamações no Procon é para mim um orgulho. Já vi tantas coisas absurdas e nunca me envolvi com pessoas que fazem tudo por dinheiro. A conta bancária não consegue compensar o valor moral”.

Motivação

“Agradeço a Deus todos os dias por ainda ter prazer em exercer minha profissão. Se ainda não penso em aposentadoria, é porque estou muito motivada”.

Para encerrar, um detalhe fornecido pelo nosso departamento de pesquisa: 90% dos clientes ativos de Eugênia são fiéis e repetem suas viagens com ela. Definitivamente, vale a pena atender bem.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima