Palavras para a Vida – GV n. 118

4 Palavras Que Fazem A Vida Valer A Pena

 

 

 

Jim Rohn é um filósofo do mundo dos negócios e passou os últimos anos procurando idéias, princípios e estratégias para enfrentar os desafios da vida. Nessa busca, ele encontrou quatro palavras simples que fazem a vida valer a pena.

 

Primeiro, a vida vale a pena se você aprender. As coisas que você não sabe e não conhece podem machucá-lo. Você precisa aprender para existir, ainda mais para ter sucesso. A vida vale a pena se você aprender com suas experiências – positivas ou negativas. Às vezes, aprendemos a fazer o certo começando por fazer errado. Poderíamos chamar isso de um negative positive.

 

Também aprendemos com as experiências de outros – tanto positivas quanto negativas. Jim Rohn comenta nas suas apresentações que damos ênfase exagerada ao estudo das pessoas de sucesso. Afinal, podemos aprender muito estudando o fracasso também. Informações valiosas poderiam ser descobertas estudando o fracasso, com a vantagem de não termos de pagar o alto preço emocional de passar por uma dessas experiências negativas pessoalmente.

 

Aprendemos muito através do que vemos, então preste atenção. Também aprendemos muito pelo que ouvimos, então seja um bom ouvinte. E aprendemos pelo que lemos, então escolha bons autores e leia muito. Aprenda em cursos e palestras, aprenda ouvindo música, aprenda com sermões, aprenda nas conversas com amigos, aprenda com as conversas das pessoas que se importam com você. Nunca pare de aprender.

 

 

Segundo, a vida vale a pena se você tentar. Não adianta só aprender alguma coisa – você precisa tentar colocar em prática para saber se realmente aprendeu. Tentar fazer a diferença. Tente fazer progresso todos os dias, mesmo que pequeno.

 

Tente aprender uma nova técnica. Tente um novo esporte. Isso não significa que você tenha de fazer tudo, mas que existem muitas coisas que você poderia fazer se simplesmente tentasse. E, quando tentar, dê o melhor de si. Não se economize. Se vai tentar, faça com vontade.

 

 

 

Terceiro, a vida vale a pena se você ficar. Não adianta semear se não ficar até a colheita. Se você se comprometeu com alguma coisa, fique até que ela esteja terminada. Se você deu sua palavra, fique até que dê certo.

 

Às vezes acontece uma calamidade e você tem de sair de um projeto ou do seu plano de vida porque não tem mais opção. Mas se tiver opção, não abandone as coisas pela metade. É melhor não começar alguma coisa do que começar e largar pela metade.
 

 

Finalmente, de acordo com Jim Rohn, a vida vale a pena se você se importar. Se você se importar só um pouco com o que faz já conseguirá mais resultados do que a maioria das pessoas. Mas se você importar-se de verdade conseguirá resultados incríveis.

 

Se você importar-se em fazer a diferença. Se você importar-se com quem precisa da sua ajuda. Se você importar-se em aceitar novos desafios. Se você importar-se e aceitar as mudanças. Se você importar-se em ser uma pessoa de resultados. Se você importar-se em quebrar seus recordes pessoais. Se você importar-se em ser cada vez mais uma versão melhorada de você mesmo.

 

Quatro pequenas palavras, mas muito poderosas: aprender, tentar, ficar e importar-se. Imagine a diferença que pode fazer na sua vida colocar essas quatro palavras – esses quatro conselhos de Jim Rohn – em prática na sua vida.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima