Palavras para celebrar o ano inteiro

Raras vezes, nos damos conta do impacto que nossas palavras podem causar. Sem perceber, praguejamos, reclamamos de tudo e de todos, transmitimos mensagens negativas que podem afetar negativamente quem nos rodeia. Felizmente, o contrário também acontece: ao utilizarmos palavras e expressões positivas, transmitimos otimismo e criamos uma atmosfera de aceitação que se propaga em um excelente ciclo vicioso.

Pense comigo, qual dos dois vendedores tem mais chances de ser bem recebido pelo cliente: o ranzinza, que reclama de tudo, ou o otimista que vem trazer alegria? E agora uma autocrítica sincera: quem de nós não deixa escapar expressões de desânimo, quem não usa o ouvido do cliente para desabafar agruras, quem não reclama da empresa, do custo de vida, da violência, da política? Qual seria a reação do cliente que, ao desabafar com o vendedor sobre um ou outro problema, ouvisse como resposta uma injeção de ânimo, uma projeção animada para o futuro? Certamente, o peso das reclamações seria menor.

Pesquisando o tema ?falar para vender?, para minha palestra na ExpoVendaMais de 2007, deparei-me com um livro que me deu excelentes lições ? e que agora quero compartilhar com você, como uma mensagem otimista de ano novo: Palavras Positivas, Mudanças Significativas, de Hal Urban. O autor nos mostra que as palavras que pronunciamos são escolhas e que elas causam importante impacto junto aos nossos interlocutores. As palavras podem ferir e ofender, mas podem curar e restaurar vidas. Os cinco capítulos que considero mais fortes do livro apontam os seguintes tópicos: 1) As palavras de alegria celebram a vida. O autor, que também é professor, costumava fazer uma sondagem junto aos alunos no início de cada aula: ?O que estamos celebrando hoje?? ? em busca de boas notícias.

2) As palavras positivas servem de estímulo aos outros e a nós mesmos. Elogios sinceros têm o poder de cativar e animar as pessoas a serem ainda melhores. Segundo John Dewey, ?O anseio mais profundo da natureza humana é a necessidade de se sentir importante?.

3) As palavras carinhosas aprofundam e restauram relacionamentos. Petti Stemple diz que ?Bons amigos sempre nos lembram de que somos pessoas especiais… e por quê.? Urban aconselha frases do tipo: ?Sabe o que eu mais gosto em você??

4) As palavras bondosas demonstram respeito e gratidão. Tanto a cortesia quanto as expressões rudes parecem contagiosas. Quem é tratado com cortesia responde com delicadeza, quem recebe tratamento rude, responde de forma áspera.

5) As palavras engraçadas fazem bem à saúde. Confesso que este foi o capítulo que mais me fez parar para pensar. Sempre falei muito do risco da piada preconceituosa, do humor chulo, das expressões grosseiras. Mas aqui Hal Urban fala do humor que só faz bem, da simpatia e até dos efeitos benéficos do riso para a saúde. E arremata com o humor preciso e nada ofensivo de Woody Allen: ?Adoro rir, a não ser quando isso me faz espirrar leite pelo nariz?.

Pense nisso e no poder que temos de fazer de 2008 um ano de sorrisos e de sucesso: a palavra é sua!

Adriane Werner é jornalista, especialista em Planejamento e Qualidade em Comunicação e mestre em Administração Estratégica. É âncora de televisão e palestrante nas áreas de Oratória, Media Training e Etiqueta Profissional.
Visite o site: www.adrianewerner.com.br
E-mail: [email protected]


DINÂMICA DE GRUPO

Faça com que sua equipe analise a auto-imagem
Por Cione dos Santos

Na dinâmica de grupo deste mês, iremos trabalhar a auto-imagem da sua equipe de vendas. O objetivo é conseguir que todos percebam como são vistos pelos colegas de trabalho e atuem na empresa de maneira a conquistar, cada vez mais, a simpatia dos demais para trabalharem melhor em equipe.

Antes de tudo, prepare crachás escritos ?de dentro? e outros ?de fora?. Depois, leve sua equipe para uma ampla sala, divida-os em grupos de oito a dez pessoas e distribua o texto ?Descubra o Poder do Autoconhecimento?, da revista Motivação, que está disponível na seção VM PLUS, no portal VendaMais (www.vendamais.com.br) e façam a leitura silenciosa.

A seguir, entregue um crachá a cada participante: metade das equipes serão os ?de dentro? e a outra metade serão os ?de fora?.

Durante 45 minutos, os integrantes das equipes ?de dentro? falarão sobre a imagem que possuem de si mesmos. Enquanto isso, os ?de fora? devem escutar com atenção. Depois, dá-se 45 minutos para que os ?de fora? falem sobre a imagem que crêem que os demais têm de si, enquanto isso os ?de dentro? escutam com carinho.

Depois, dê mais 20 minutos para que, numa breve discussão, analisem as dificuldades que tiveram para falar e como perceberam a manifestação do outro grupo e de cada uma das pessoas.

Cione dos Santos é formada em Letras, com MBA em Gestão Empresarial. E-mail: [email protected]


LIVROS

Atreva-se a Mudar
Alessandra Assad

O livro mostra que mudanças são positivas para seu crescimento empresarial e que o primeiro passo para mudar é você aceitar e permitir que as coisas mudem. Não se trata de um livro de auto-ajuda, mas um manual de desenvolvimento pessoal que aguça a reflexão perante a sua vida e as suas atitudes.
Editora: Resultado
Preço: R$ 24,90*

Como um Monge Atenderia o Cliente?
Sérgio Almeida

O autor vai fundo, mergulha, de forma original e criativa, nas mensagens de Sua Santidade, o Dalai Lama, e oferece aos leitores um pequeno, mas grande livro que orienta o leitor a atender os clientes forma iluminada e lucrativa.
Editora: Casa da Qualidade
Preço: R$ 11,40*

Plano de Marketing
Vicente Ambrósio

O plano de marketing é uma das bases do planejamento estratégico de uma empresa. Quer seja aplicado a produtos ou serviços, é o mapa que orienta a empresa em suas ações estratégicas e operacionais. O livro permite ao leitor entender ou recordar os fundamentos teóricos de marketing e aplicá-los em um roteiro passo a passo, exemplificado com produtos e serviços.
Editora: Prentice Hall
Preço: R$ 11,40*

*Preços e disponibilidade pesquisados em dezembro/2007


HUMOR

Comunicação falha

O jovem funcionário, em seu primeiro dia naquela grande empresa, estava saindo do escritório quando vê o presidente da empresa em frente à máquina de picotar papéis, com um documento na mão.
? Por favor ? diz o presidente ? isto é muito importante e minha secretária já saiu. Você sabe como funciona este troço?
? Claro ? responde o rapaz, querendo agradar. Ele então liga a máquina, enfia o documento e aperta um botão.
? Excelente! ? agradece o presidente ? eu preciso só de duas cópias.


NÃO COMPLIQUE O QUE É SIMPLES

Fee
Por Professora Aurélia

Há alguns dias, um amigo estava à procura de uma agência de marketing direto. Não foi difícil encontrar, após conversar com um conhecido aqui outro ali, achou uma que atendia às suas necessidades, melhor do que esperava.

Até aí tudo bem, o que me impressionou foi quando, após o contato, meu amigo me ligou, dizendo que havia recebido um e-mail com o orçamento, no qual profissional de marketing direto passava fee de criação, finalização e acabamento e assessoria e consultoria. E que precisava, urgentemente, esclarecer uma dúvida. Então, já o avisei logo que não entendia absolutamente nada desses trabalhos de marketing direto. Entretanto, não se tratava disso. Ele queria saber o significado de fee ? se era só o preço do trabalho mesmo ou se havia alguma outra taxa incluída.

Esse estrangeirismo é muito comum na linguagem desse tipo de agência, praticamente já se tornou um jargão. Fee pode ser parte da remuneração típica entre agências e clientes. Geralmente trata-se de um valor fixo mensal, pré-negociado como o pagamento do cliente à agência pelo fornecimento de um pacote mensal de serviços.


DICAS DE PORTUGUÊS
Por Cione dos Santos

Desculpe-se corretamente

Se, por acaso, você der alguma informação errada no site da sua loja e for corrigir, evite a frase ?Desculpe a nossa falha?.
Quem desculpa, desculpa alguém de alguma coisa ou por alguma coisa. Então lembre-se: Desculpe-nos pela falha.


PARA PENSAR ? Liderança

?A diferença entre um chefe e um líder: um chefe diz, ?Vá!?; um líder diz, ?Vamos!??
E. M. Kelly

?Comandar é servir, nada mais e nada menos?
André Malraux

?Liderança é fazer o que é certo quando ninguém está olhando?
George Van Valkenburg

?O líder que exercita o poder com honra trabalhará de dentro para fora, começando por si próprio?
Blaine Lee

?O líder tem que ser prático e realista, mas deve falar a linguagem do visionário e do idealista?
Eric Hoffer

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima