Para sua convenção não virar uma zona

Para sua convenção não virar uma zona Escrevo este artigo em meu nome, de alguns palestrantes que conheço e também das empresas que investem uma boa soma de dinheiro em sua convenções de vendas.

Convenção de vendas é um momento delicioso, particularmente sou apaixonado por isso. Vendedores reunidos, novas estratégias, metas, desafios, palestras, histórias de sucesso e algumas vantagens contadas… tudo isso gera uma química mágica que quase sempre culmina em um pacto para ampliar resultados até a próxima convenção. Vibração e energia à flor da pele.

Há também o lado, digamos B, que não podemos negar e que em muitos casos compromete as convenções: as escapadas noturnas ou bebedeiras no próprio hotel da convenção. Quero primeiramente dizer que não tenho nada contra que, em uma reunião de vendas, ao fim do dia todos se reúnam para descontrair e tomar alguma coisa com os amigos, mas não precisa exagerar. Senão, no dia seguinte, todo mundo nota pelos seus olhos vermelhos esbugalhados que a noite não foi nada fácil. Também dá para notar pelas vozes cada vez mais altas que perambulam pelos hotéis e aumentam em decibéis na mesma proporção das horas da madrugada. Normalmente, funcionam como um despertador automático: lá pelas cinco da manhã, quando geralmente chega o último grupo mais animado.

Depois, no dia seguinte, fica o dono da empresa, gerente ou palestrante lá na frente suando para levantar o ânimo da combalida equipe.

Estou propondo aqui um pacto para termos convenções bem-sucedidas.

Empresa

» Por parte da empresa, proponho que não tente fazer tudo em um dia, porque normalmente não dá tempo e um dos pontos importantes da convenção é a troca de idéias entre os vendedores e até mesmo a confraternização.

» Também proponho que determine um horário para a convenção começar e comece, isso ajuda a disciplinar a equipe e a própria empresa.

» Se for liberar bebidas no hotel, determine horário e de preferência faça isso no último dia.

Equipe

» Para as equipes peço um pouco mais de equilíbrio. Você pode até se divertir, mas é preciso ter limites, pois a empresa está investindo na convenção e precisa que você esteja o mais atento possível. Convenção também é hora de trabalhar, e muito, afinal é nela que você pode expor suas idéias e discutir estratégias. Depois, não reclame que ninguém o consultou.

» Deixe para festar na última noite. No dia seguinte, é só ir para casa e descansar.

Gerente

» Se você for gerente, converse antes com sua equipe ? pode ter certeza de que o diretor ou dono da empresa está avaliando qual líder tem ou não sua equipe na mão.

» Não condeno os gerentes que se relacionam com a equipe e utilizam algumas esticadas no happy hour para quebrar o gelo, afinal cada um tem seu estilo, mas na convenção de vendas é sua hora de ser exemplo, caso contrário você corre o risco de perder o controle do grupo.

Não quero ser uma Glória Kalil falando sobre postura ou bons modos, mas não precisa ser um Homer Simpson e ficar enchendo a cara.

Pense nisso e tire todo proveito de sua convenção.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima