Pequenos detalhes fazem a grande diferença – Eunice Mendes

Quem quer ter sucesso precisa saber se comunicar. Confira dez dicas que podem ajudá-lo a perder o medo de falar em público e se comunicar melhor.

Todos nós admiramos as pessoas que dominam a arte da comunicação. “Fulano fala muito bem!”, dizemos com ênfase, como se essa qualidade, por si só, fosse sinônimo de competência, versatilidade, liderança. E, de fato, é! Atualmente, saber se comunicar é um pré-requisito indispensável para o profissional de sucesso.

O que poucas pessoas se dão conta, ao aplaudir esses “ases” da comunicação, é que, ao observá-los, também podemos aprender muito com eles. Todo bom comunicador apresenta, no exercício do “falar em público”, pequenos macetes, “segredinhos” descobertos ao longo de sua carreira e que são utilizados para tornar a comunicação mais eficaz.

Este artigo desvenda alguns desses “segredos de coxia”, especialmente extraídos de apresentações bem-sucedidas e dotados de grande valia para o antes e o durante. São detalhes simples, mas que podem ajudar a administrar as emoções e deixar você mais à vontade, tornando o falar em público uma atividade prazerosa e agradável:

1. Visualize o sucesso de sua apresentação – Isso tem um efeito altamente poderoso sobre a sua mente, preparando você para a hora “H”. Pensar positivo faz toda a diferença.

2. Encare o “monstro” de frente – A melhor forma de vencer o “monstro” é encará-lo de frente. Por isso, liste tudo o que de mais terrível possa acontecer durante a sua apresentação e fixe bem a solução.

3. Não subestime seus sentimentos – Admita que está em um momento de pressão, pois esse é o primeiro passo para conhecer e administrar as suas emoções. Em seguida, para aliviar o corpo e oxigenar o cérebro, respire de forma consciente e sinta-se vivo.

4. Jamais considere a platéia como inimiga – Para uma boa comunicação é necessário criar um clima de confiança e amizade. Evite preconceitos, não julgue os participantes, pois os participantes não são seus inimigos e quanto mais confiança transmitir, maior será a empatia e o nível de aprendizagem.

5. Comece pelo começo – Na maioria das vezes, o próprio profissional se apresenta para a sua platéia. Essa é uma forma de legitimar o seu papel e enfatizar por que merece aquele espaço. Além disso, dedicar algum tempo à própria apresentação ajuda a quebrar o gelo inicial.

6. O desejo de um é partilhado por todos – Ao iniciar uma aula ou treinamento, após conhecer as expectativas do grupo, faça um “contrato” com os participantes, registrando o que o grupo quer e também o que o grupo não quer. Quando bem elaborado, esse “contrato” evita desperdício de tempo e garante uma relação mais democrática, na qual todos são responsáveis pelo resultado do trabalho.

7. Fale como as pessoas querem ouvir – Toda apresentação sempre deve ser planejada e organizada para o público e a comunicação precisa ser estabelecida com o público. Fale de forma que todos compreendam. Não utilize palavras rebuscadas, estrangeirismos, termos técnicos de difícil assimilação e jargões desconhecidos da platéia, pois isso gera desmotivação e antipatia.

8. Perto dos olhos, perto do coração – Mesmo quando o auditório tiver uma quantidade maior de lugares disponíveis que o número de espectadores, peça sempre para os presentes ocuparem as cadeiras próximas ao palco. Além de proporcionar a você uma visão melhor da platéia, a interação será bem maior.

9. Alguma coisa em você tem de ser original – A cada vez que um comunicador abre a boca para falar, os espectadores se perguntam: “E daí? O que eu tenho a ganhar com essa história?” Por isso, é fundamental mostrar sempre uma abordagem original do assunto em questão e oferecer muito mais do que encontrariam em um livro. Lembre-se: as pessoas apenas prestam atenção quando entendem que necessitam efetivamente daquelas informações.

10. Trate bem a platéia para que ela volte sempre – Respeite sempre a opinião dos participantes, seus princípios e valores, mesmo que você não concorde com eles. Isso irá encorajá-los a continuar se expressando naturalmente, o que é primordial para o sucesso de uma apresentação.

A última dica é resultante das anteriores: quanto mais você for assimilando esses pequenos segredos, melhor será o seu desempenho na “prova” do falar sem medo e inibições. É só conferir!

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima