Pesquisa revela os motivos que levam empresas a ganharem ou não dinheiro. Confira.

Por que algumas empresas ganham dinheiro e outras não Empreendedores abrem novas empresas por diversas razões ? paixão, necessidade de controle, liberdade ou até mesmo um sonho de vida. Mas uma coisa é certa: é bom que sejam lucrativas. Caso contrário, o sonho vira pesadelo.

A revista americana Forbes concluiu uma pesquisa sobre os negócios mais lucrativos (e também os menos lucrativos) para se abrir atualmente. A pesquisa foi realizada nos EUA e podemos aprender algumas coisas com ela. Principalmente, porque os organizadores compararam as taxas de lucratividade das empresas pesquisadas com outras similares, do mesmo ramo, em outras regiões do mundo, e perceberam que os resultados, com pequenos ajustes, podem servir de referência em qualquer lugar.

O setor de serviços foi o grande vencedor no quesito lucratividade ? dos dez primeiros lugares, oito são de profissionais liberais. Contabilidade, direito, design e medicina continuam tendo altas taxas de retorno e lucratividade por dois grandes motivos: a economia pode melhorar ou piorar, mas todo mundo continuará precisando desses serviços. Além disso, geralmente demandam menos investimento que outras áreas (como comércio ou indústria) e, por isso, a alta rentabilidade.

Outra grande vantagem da área de serviços é a retenção de clientes. Contadores, médicos, dentistas, massagistas, terapeutas e até cabeleireiros e manicures têm altos níveis de fidelização de clientes devido à força de seus relacionamentos. Por causa da fidelidade e dos relacionamentos, essa área obtém inúmeras indicações boca a boca, reduzindo também os custos para aquisição de novos clientes, como investimentos em propaganda. E custos menores significam margens mais altas.

O texto completo sobre Por que Algumas Empresas Ganham Dinheiro e Outras Não é exclusivo para os assinantes do Gestão em Vendas. Se você ainda não tem a assinatura, poderá fazê-la através do site www.gestaoemvendas.com.br e começar a receber, já na próxima semana, as edições completas.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima