Ponha um tubarão no seu tanque

Os japoneses sempre adoraram peixe fresco, porém as águas japonesas não produzem muitos peixes. Assim, para alimentar a grande população japonesa, as empresas de pesca foram aumentando o tamanho dos navios pesqueiros, e começaram a pescar em lugares mais distantes Histórias

Ponha um tubarão no seu tanque

Os japoneses sempre adoraram peixe fresco, porém as águas japonesas não produzem muitos peixes. Assim, para alimentar a grande população japonesa, as empresas de pesca foram aumentando o tamanho dos navios pesqueiros, e começaram a pescar em lugares mais distantes.

Quanto mais longe os pescadores iam, mais tempo levava para o peixe chegar. Se a viagem de volta levasse mais do que alguns dias, o peixe já não era mais fresco. E os japoneses não gostavam do gosto destes peixes.

Para resolver este problema, as empresas de pesca instalaram congeladores em seus barcos. Eles pescavam e congelavam os peixes em alto-mar. Os congeladores permitiram que os pesqueiros fossem mais longe e ficassem em alto-mar por muito mais tempo. Entretanto, os japoneses conseguiram notar a diferença entre peixe fresco e peixe congelado, e é claro, eles preferiam saborear o peixe fresquinho.

Então, as empresas de pesca instalaram tanques nos navios pesqueiros, assim eles pescavam e colocavam os peixes nestes tanques. Mas os peixes ficavam apertados como se fossem sardinhas enlatadas. Depois de certo tempo, pela falta de espaço, eles paravam de se debater e não se moviam mais. Os peixes chegavam vivos, porém, sem energia, cansados, abatidos e apáticos. Por não se mexerem durante vários dias, os peixes perdiam o gosto e o frescor; o gosto dos peixes se alterava, e os japoneses notavam a diferença entre o gosto do peixe fresco e o gosto do peixe apático.

Pensando bem, você gosta de conviver com quem está cansado, abatido, apático? Quem gosta de chegar perto de alguém que não tem energia nem vibração? Então, como os japoneses resolveram este problema? Como eles conseguiam trazer para o Japão peixes com gosto de puro frescor? Se você estivesse assessorando alguma dessas empresas de pesca, o que você recomendaria?

Simples, claro que é simples, pois no começo dos anos 50, o Sr. L. Ron Hubbard falou: “A maioria dos seres humanos progridem em vista de um ambiente desafiador”. Quanto mais persistente e competitivo você se tornar, mais vai gostar de desafios e vai sentir muito prazer em viver.

Para conservar o gosto de frescor nos peixes, as empresas de pesca mantinham os peixes dentro de tanques, porém junto com eles, dentro de cada tanque, era colocado um tubarão. Os tubarões comiam alguns peixes, mas a maioria chegava com vida. Os peixes que eram desafiados pelos tubarões e conseguiam escapar de suas mandíbulas chegavam muito vivos e com muita energia. Com certeza o sabor de frescor dos peixes que escapavam dos tubarões era algo deslumbrante.

Esse texto foi apresentado no MBA da Universidade de Pittsburgh – EUA. Fiz algumas adaptações e alterações no texto, de forma a ficar mais fácil a sua leitura. Em todo caso, o recado é simples: em vez de evitar desafios, chame-os para você. Se seus desafios são grandes e numerosos, ótimo. Se não for assim, então, encontre no mais profundo da sua alma uma pitada de coragem e de determinação, aperfeiçoe-se cada vez mais, busque, incessantemente, o conhecimento. Se você já alcançou todos os objetivos traçados até então, trace novas metas e que estas sejam ainda mais desafiadoras.

Tenha em mente: uma vez que seus objetivos e metas, pessoais e profissionais, forem atingidas, trace novos objetivos e novas metas. Crie seu sucesso pessoal e profissional e não se acomode nele. Você tem recursos, habilidades e outras coisas lindas que estão dormindo no mais profundo da sua alma, coisas que certamente podem fazer a diferença na sua vida. Ponha um tubarão no seu tanque, na sua vida. Turbine de uma vez por todas os motores da sua vida, e veja quão longe você realmente pode chegar.

Frase: ?A adversidade tem o efeito de revelar talentos, os quais, em circunstâncias positivas, poderiam permanecer adormecidas? ? Horácio

Carlos Wendell Pozzobon é palestrante da Anamondi Shows para motivação pessoal.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima