Prof. Heinz

Aprenda a desenvolver as atitudes que vão levá-lo aos resultados que você deseja

O caminho para os resultados que desejamos nem sempre é fácil. Para chegarmos até lá, precisamos enfrentar dificuldades e ter muito mais que talento, conhecimentos e habilidades. Precisamos ter atitudes.

 

E é sobre essas atitudes e como desenvolvê-las que Prof. Heinz, palestrante e consultor da área de motivação e autor do livro Atitudes de resultado, fala com exclusividade à revista Motivação. Com a palavra, Prof. Heinz.

 

Recentemente, o senhor escreveu o livro Atitudes de resultado. Mas o que são atitudes de resultado para o senhor?

Antes de responder a pergunta, quero explicar por que optei por falar em resultado, e não em sucesso. A palavra sucesso caiu em desgaste, e o sucesso é muito abstrato, muito diferente de pessoa para pessoa. Eu prefiro falar em resultado, pois acredito que dá uma ideia melhor de conquista, de consistência, de “pé no chão” – até porque o que a gente busca são resultados positivos sempre. E os resultados que colhemos na vida pessoal e profissional são derivados das nossas atitudes. Não adianta termos conhecimentos e habilidades se não tivermos as atitudes corretas. Conheço muita gente que tem conhecimento, talento e acaba não decolando na vida nem conquistando resultados porque não possui as atitudes corretas. Esquece coisas simples, como ter objetivo, foco e persistência.

 

O que os profissionais precisam fazer para ter atitudes de resultado?

A primeira coisa é ter acesso a essas atitudes, saber quais são elas. A base do meu livro é um estudo que identificou 18 atitudes apresentadas, geralmente, por empreendedores que conseguiram bons resultados. Mas não é necessário ser as mesmas 18 atitudes. Você precisa identificar quais delas podem ser interessantes para a sua vida e desenvolvê-las a partir de então, ou seja, o ponto principal é a autoavaliação. Identifique quais atitudes você já tem, mas que precisa melhorar; quais já tem e já estão na medida certa e quais você não tem e precisa ter. Assim, começa a desenvolver em si mesmo isso que vai levá-lo a conseguir bons resultados. Mas é importante saber que o resultado é multifatorial, por isso você precisa se preocupar com tantas atitudes. Já o fracasso, muitas vezes, pode ser monofatorial – um erro pode ser fatal.

 

E o que são atitudes contrárias a resultados? Como agir em relação a elas?

Não se planejar, não ter foco, não ser persistente, ser desmotivado, etc. Enfim, andar contra o que é positivo sempre atrapalha. Mais uma vez a autoavaliação é importante. Perceba se você está andando no sentido contrário às atitudes de resultado e comece a se policiar para agir de maneira diferente. Desenvolva suas atitudes positivas e volte a conseguir resultados excelentes.

 

Em seu livro, você fala sobre o caminho que precisamos percorrer para conquistar nossos sonhos. Na sua opinião, qual é a importância de enfrentarmos desafios na caminhada para o sucesso? O que precisamos fazer para superar esses desafios?

Eu acredito que os momentos difíceis são os divisores de águas em nossas vidas. E é a partir deles que desenvolvemos a terceira atitude que destaco: persistência. Momentos ruins vão surgir, mas você precisa ter resiliência e persistência para poder superá-los. No entanto, é importante dizer que a persistência consiste em cair, levantar-se e fazer as coisas diferentes de antes. De nada adianta você cair, levantar-se e fazer o mesmo que havia feito anteriormente – isso é teimosia. Seja persistente, mas tenha foco na solução, não no problema.

 

Mas antes de superar esses desafios podemos nos sentir desmotivados, pois não é fácil enfrentar momentos difíceis. Na sua opinião, o que nossos leitores que enfrentam fases ruins precisam fazer para não “deixar a peteca cair”?

Primeira coisa: lembre-se de quais são seus motivos para agir, ou seja, qual é a motivação que você tem na vida, na carreira. Aí, redimensione seus objetivos e busque-os novamente. Se você só reclamar, reclamar e reclamar, vai criar um círculo vicioso e jamais vai sair dele. O que nos move são nossos objetivos. Para ter motivação, você precisa ter motivos para agir. Portanto, pense nisso e supere as más fases.

 

Na sua opinião, no ambiente corporativo, quais são os fatores que influenciam positivamente a motivação de um profissional? Como é possível otimizá-los?

Trabalhar em um ambiente psicológico positivo de trabalho, em que há um bom relacionamento entre colegas, líderes e colaboradores (e vice-versa), já é algo que motiva. Além disso, ter reconhecimento quando se atinge bons resultados, ser elogiado por conquistas e se sentir crescendo dentro da empresa também são fatores motivadores. Outro ponto a ser lembrado é a preocupação com a verdade. Ambientes em que há fofoca e mexerico, geralmente, são desmotivadores, pois fazem com que os colaboradores não se sintam seguros, afinal, o motivo de fofoca pode ser eles da próxima vez.

 

Esta é a última edição de 2009 da revista Motivação. No fim do ano, muitas pessoas já estão desmotivadas para alcançar os objetivos previstos no começo do ano. Quais são suas dicas para que nossos leitores espantem essa desmotivação e aproveitem os dois últimos meses para obter muitas vitórias?

Queria destacar cinco atitudes do meu livro que acho importantes nesse momento: ter objetivos, fazer um planejamento, ser persistente, comprometido e saber se relacionar. O fato é: nem tudo está perdido. Sempre há tempo para reverter um mau momento e conseguir melhores resultados. Por isso, planeje esses dois últimos meses, tenha objetivos concretos, persista neles, comprometa-se em alcançá-los e saiba se relacionar com as pessoas que estão à sua volta. Assim, o fim do ano será muito melhor do que você imaginava.

 

Quais são suas dicas para que nossos leitores comecem 2010 com o pé direito?

Para começar um ano bem, a minha sugestão é: tenha uma visão positiva sobre ele e acredite na prosperidade, afugentando a visão de escassez. No ano que vem, com o mercado reaquecendo, com certeza, muitas oportunidades vão surgir. Acreditar nisso já ajuda a começar bem 2010. Além disso, pense no que você vai fazer para aproveitar bem esse ano que vai começar. Planeje-se, tenha sonhos e busque-os. Essas são as primeiras atitudes para que você consiga muitos resultados excelentes no ano que vai começar.

 

Para saber mais:

Livro: Atitudes de resultado: 18 estratégias para fazer seu sonho acontecer

Autor: Prof. Heinz

Preço: R$ 29,00

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima