Quanto você quer vencer?

Em um domingo desses, assisti a um torneio de golfe. Torcia para Tiger Woods, que não fez feio. Certamente deu tudo o que tinha. Em um domingo desses, assisti a um torneio de golfe. Torcia para Tiger Woods, que não fez feio. Certamente deu tudo o que tinha. Mas, naquela tarde, não estava em um dos seus melhores momentos. Não era o melhor, como costuma ser. O melhor foi Phil Mickelson. Para os leitores que acompanham golfe, deixe-me dizer que nunca fui fã do Phil, não gosto dele. Por muito tempo, o melhor resultado que conseguiu foi um segundo lugar. Ele levou 12 anos para vencer um torneio profissional. Isso foi em 2004. E, em 2005, Phil consagrou-se campeão da temporada (nota da redação: ou seja, o cara é o Barrichello que deu certo).

E, no torneio que assisti, ele parecia um campeão antes da primeira tacada. Tinha aquele visual de vencedor no rosto, no andar, na segurança que demonstrava. A lição, aqui, é que o sucesso não atrai só mais sucesso. O sucesso atrai a autoconfiança. E o sucesso dá aquela sensação de que você pode sentir o gostinho bom dele de novo. E de novo. E de novo.

Qual sucesso você almeja? Há quanto tempo está tentando? O quão determinado você é? O quanto você está estudando e praticando para chegar lá? Você estaria preparado para enfrentar 10, 12 anos de derrotas, ser chamado de perdedor, para depois se revelar um campeão? Duvido. São poucos os que conseguem tal façanha.

E quais seriam as qualidades de Phil Mickelson, depois de 12 anos de derrotas? Para começo de conversa, não são 12 anos de derrotas. São 12 anos de tentativas. Analise e compare com seus esforços:

1. Ele manteve-se focado no prêmio que conseguiria.

2. Sua determinação não enfraqueceu nunca.

3. Ele treinava (e ainda treina) todos os dias.

4. Ele tinha um treinador (coach).

5. Ele acreditava em si.

6. Ele provou que podia vencer sob pressão.

E como você pode ser mais persistente, campeão? Algumas dicas:

· Busque e mantenha uma atitude positiva ? você se torna o que imagina que é.

· Defina e busque alcançar metas claras.

· Não chore ou reclame dos problemas, busque a solução.

· Tenha energia. Busque um corpo saudável, que reflita sua atitude.

· A persistência tem algo de egoísmo, mas um egoísmo bom. Queira alcançar sua meta porque você vai ganhar algo com isso.

· Desenvolva a habilidade de receber muitos ?nãos? e continuar.

· Busque ajuda, quando você precisar ou não tiver as respostas ou quando precisar de um apoio motivacional. Há poucas coisas mais valiosas que um tapinha nas costas.

· Mantenha um constante bom humor. Ajuda a criar situações favoráveis a você.

· Acredite em você.

· Acredite no que você faz.

· Esteja preparado. Treine, aprimore-se, aprenda.

· Desenvolva bons hábitos profissionais, assim você cria sua própria sorte.

· Continue, continue, continue, continue. Se demora dez encontros para que uma venda seja feita ou uma meta seja atingida, faça o que for necessário para conseguir essa décima visita.

· Tenha paixão, tesão por seu trabalho.

· Seja uma pessoa entusiasmada, no conceito original grego da palavra: Deus interno, Deus dentro de você.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima