Quesequé

Preste atenção no atendimento feito pela sua empresa, pois um mau atendimento pode fazer as suas vendas caírem. Meu querido amigo Fernando iria se casar e me convidou para ser seu padrinho e ainda me alertou que gostaria de ganhar um microondas. Claro que o Dr. Fernando merecia esse presente, na verdade, merecia até muito mais, mas preferi atender seu pedido, afinal as chances de cometer um erro na escolha do presente acabariam.

Com o dinheiro em mãos, estacionei meu carro próximo a várias lojas de varejo. Na primeira loja em que entrei, os vendedores estavam muito ocupados e não faziam questão nenhuma de notar minha presença. Tudo bem, existiam outras lojas que, com certeza, ficariam felizes em me atender e vender o que queria. Na segunda loja, também com muitos clientes comprando e circulando, não consegui um vendedor que percebesse minha ansiedade em adquirir um eletrodoméstico. Então, mais uma vez, saí sem ser atendido.

Confesso que comecei a ficar preocupado com aquela situação. Será que serei um padrinho frustrado no simples ato de comprar à vista um forno?

E, com um espírito perseverante, parti em direção à terceira loja, dessa vez fui direto até o setor em que se encontravam todos os artigos para cozinha. Então, comecei a olhar os produtos do meu interesse e fazer comparações de preço e de qualidade. Pronto, escolhi o forno sem a ajuda de um vendedor, agora ficou muito mais simples é só achar uma pessoa para ganhar a comissão. Então, comecei a olhar de um lado para o outro, mas os vendedores me ignoravam e, em alguns momentos, até desviavam o olhar, não entendia o que estava acontecendo e, então, me dirigi até uma senhorita uniformizada e disse:

? Senhorita, por favor!
? ?Quesequé??
? ?Quesequé?! Você não pode perguntar isso para mim, sou um cliente e devo ser atendido com respeito, é seu dever de boa profissional me atender com um belo sorriso em seu rosto, pegar firme em minha mão para passar segurança em seu cumprimento. Devo ser saudado com um bom dia, boa tarde ou boa noite conforme a ocasião apropriada e, então, serei chamado pelo meu nome.

? Está me entendendo?
? Senhor, não sou vendedora, aqui não temos mais vendedores, sou apenas uma colaboradora.
? Colaboradora? De quem? Com esse atendimento que eu estou recebendo provavelmente você colabora com a concorrência.
? Ah! O senhor pode me desculpar? Não estou em um bom dia.
? Posso sim, com certeza, desde que você embrulhe aquele forno de microondas para presente.
? Sim senhor, é para já.

Ela embrulhou o presente, paguei e fui embora, mas não consegui esquecer aquela palavrinha mágica ?Quesequé?, que virou um excelente exemplo em minhas palestras.

Agora, pergunto a vocês, profissionais de vendas, como têm sido suas abordagens? Vocês ainda utilizam o terrível ?pois não, posso ajudá-lo??

É, vendedor, o mercado mudou e o cliente também e quem não acompanhar será enviado para bem longe desse mercado.

Pensem nisso e caprichem em seus atendimentos!

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima