Rafael Freitas Alexandre – O único príncipe entre a rainha e a princesa

Rafael Freitas Alexandre – O único príncipe entre a rainha e a princesa Reis, rainhas, príncipes e princesas. Como o Brasil não vive em um regime monárquico, não existem esses cargos, oficialmente, no País. Mas há um lugar cheio deles: a Tupperware.

Há 30 anos, a empresa, que fabrica utensílios domésticos e recipientes plásticos, premia os melhores vendedores do ano no Brasil. A coroação já elegeu diversas rainhas e princesas, mas, em 2006, foi diferente: Rafael Freitas Alexandre foi premiado o primeiro príncipe. Ele trabalha com a marca desde os 13 anos, quando ajudava a mãe, que era revendedora em Coxim, MS.

Como desejava estudar em uma cidade maior, Rafael foi morar em São José do Rio Preto, SP. Para custear sua vida, procurou a distribuição da Tupperware e iniciou sua carreira como revendedor. ?No primeiro mês, fui campeão de vendas da região nordeste do estado de São Paulo. Após seis meses, assumi minha própria equipe e, no mesmo ano, fui eleito o melhor demonstrador nacional dos produtos Tupperware?.

A equipe de Rafael, o Grupo Tentação, é sinônimo de inovação. Para facilitar o atendimento aos clientes, foi criado o site www.riopreto.tupper.com.br e o serviço de Personal Kitchen ? em que gratuitamente organiza armários e geladeiras dos clientes.

Com esses diferenciais, o Grupo Tentação abriu vagas para mais de cem novas revendedoras, faturou mais de 300 mil reais e vendeu mais de 14 mil peças. ?Recentemente, o grupo qualificou-se entre os doze melhores do Brasil. Recebi um prêmio de mil reais e uma viagem VIP para Buenos Aires, que foi inesquecível?, relembra.

O empreendedor Rafael acredita que os vendedores devem valorizar as coisas simples da vida para conquistar o sucesso. ?A venda é bela quando a vida é bela. Inove e se profissionalize sempre!?, finaliza.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima