Recolocação profissional

Como lutar pela recolocação profissional quando o índice de desemprego não pára de subir? Dados recentes apontam que 20,4% da população economicamente ativa da região metropolitana de São Paulo estão enfrentando as agruras do desemprego. Como lutar pela recolocação profissional quando o índice de desemprego não pára de subir?Dados recentes apontam que 20,4% da população economicamente ativa da região metropolitana de São Paulo estão enfrentando as agruras do desemprego. Isto corresponde a quase dois milhões de pessoas tentando conseguir um trabalho. Como enfrentar tamanha concorrência e driblar a insegurança que bate forte nessas horas?

O principal pensamento a ter em mente quando se vai procurar um emprego é que você é o seu próprio negócio . A partir dessa definição, de que cada pessoa é uma empresa, veja os principais pontos a serem considerados:

* Defina sua área de atuação. Se você está para o que der e vier, só com muita sorte vai aparecer algo de bom. O ideal é que você migre para áreas que tenham a ver com sua experiência, seus conhecimentos e principalmente seus gostos;

* Descubra-se. Procure investigar-se, constatando quais são suas habilidades e talentos. O autoconhecimento é fundamental para manter a auto-estima;

* Decida onde quer chegar. É importante ter sempre claro o que você deseja para si mesmo, saber se vai querer partir para um negócio próprio, um trabalho sem vínculo empregatício ou se vai batalhar por um emprego em que possa ter uma carteira assinada;

* Cuide da sua imagem. Por pior que seja a sua situação, vale lembrar que se você sai de casa desarrumado, com a barba por fazer, cabelo despenteado, sem nenhum cartão de visitas para que as pessoas lembrem de você, seu tempo foi todo desperdiçado. Então, faça valer cada movimento seu em busca de trabalho. Capriche no visual e demonstre a incrível disposição que há em você para trabalhar;

* Procure relacionar-se com o maior número possível de pessoas.Isto mesmo. Foi convidado para participar de uma associação de bairro? Vá. Foi convidado para um batizado? Vá. Mesmo que custe muita disposição, não perca o contato com as pessoas. Amplie o seu círculo de conhecimentos e será lembrado quando alguém souber que há uma vaga na empresa de um conhecido.

* Atualize-se. Na medida do possível, fique antenado em todos os acontecimentos que são notícia. Não tem Internet? Não tem condições de comprar um jornal? Não tem problema. Vá à iblioteca mais próxima de sua casa. Lá com certeza haverá jornais do dia.

* Aprenda a lidar com suas emoções. É muito comum, quando se está desempregado, deixar-se abater, franzir a testa, perder o sorriso. Uma pessoa que se deixa abater é uma porta aberta para qualquer pensamento negativo entrar. Então, procure elevar seu astral, lutar contra o desânimo. Não desista, persista. Sempre.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima