Segmento de consumo popular

O consumo popular está em constante crescimento. Por isso, profissionais de vendas, valorizem-no e aumente suas vendas O mercado consumidor está colhendo os resultados de vários programas e investimentos realizados pelo governo, entidades sociais e núcleos privados, visando o crescimento econômico e social do País.

Temos 25 milhões de brasileiros de baixa renda ou com renda abaixo da crítica que utilizavam seus recursos para manutenção básica e que agora, atendidos pelo Programa Bolsa Família, por exemplo, estão migrando para a classe D e atraindo a atenção de novos empresários que já investem em produtos e estruturas adequadas ao seu poder de compra e perfil de consumidor.

Lembre-se de que se esse mercado não fosse atraente, por que muitas redes de supermercados estão indo para bairros mais populares? Por que fábricas de vários segmentos estão criando a segunda marca direcionada para esse novo horizonte? Por isso, aos que já têm nesse segmento a garantia de seu sustento ? comércios de R$1,99, lojinhas ou bazares ? fiquem atentos às mudanças tecnológicas, ao marketing, ao associativismo e a velocidade, pois como todo cliente, os desse perfil também deverão ser fidelizados para que o trabalho de conquista traga à empresa melhores resultados, sendo a união e a busca de soluções em conjunto uma garantia para sua manutenção e crescimento.

Sabemos que esse mercado existe há muito tempo, desde a época dos meus avós, que são tradicionais e sobreviveram a todas as alterações impostas pela competitividade, porém não podemos fechar os olhos para as proporções das mudanças que vivemos nesses últimos anos. É claro que as classes E e F já surgem como potenciais consumidores, mas com novas necessidades e desejos.

É sempre bom enfatizar que os produtos populares não são sem qualidade. Os bazares que comercializam utensílios para o lar vendem muita coisa boa, e o consumidor sabe o que é bom. Já visitei amigos que decoram suas casas com produtos comprados em feirinhas e lojinhas de R$1,99 e fica linda!

Eu mesmo, freqüentemente, visito e compro em lojas populares e o que vejo são processos modernos em tecnologia, produtos e organização. Entretanto, o que é marcante e que precisa melhorar muito é a questão do atendimento, uma ameaça a esses negócios, pois as empresas que estão buscando essa fatia com a segunda pele (marca) têm pessoas treinadas para atender bem. Um cliente popular é um cliente e, como tal, deve ser conquistado! Gosta de bom atendimento, bons produtos e bons preços.

Outro aspecto que deverá ser trabalhado com muita rapidez são os núcleos ou associações, não para encontro social, mas para realizar reuniões que discutam e decidam sobre estratégias de fortalecimento do setor. Um núcleo forte não é diferente de uma grande organização ou rede de empresas. Comprar juntos, fazer marketing juntos, discutir ações, etc.

Como o próprio nome diz, o mercado popular é o maior e mais tradicional mercado mundial. A China cresceu com ele e hoje é o grande dragão econômico do segmento. Pensem bem no assunto e façam do mercado voltado para as classes C e D tudo que aprenderam quando falavam em populares.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima