Seis atitudes que aumentam a sua auto-estima

Existem seis atitudes que aumentam sua auto-estima, melhoram sua autoconfiança e encorajam sua motivação. Você pode reconhecer alguma delas como coisas que naturalmente faz enquanto interage com outras pessoas. Mas, se não se lembrar, eu sugiro que você se motive e comece a seguir esses importantes passos imediatamente: Existem seis atitudes que aumentam sua auto-estima, melhoram sua autoconfiança e encorajam sua motivação. Você pode reconhecer alguma delas como coisas que naturalmente faz enquanto interage com outras pessoas. Mas, se não se lembrar, eu sugiro que você se motive e comece a seguir esses importantes passos imediatamente:

1. Olhe diretamente nos olhos das pessoas e cumprimente-as com um sorriso. Um sorriso e um olhar direto indicam confiança nascida do respeito próprio. Da mesma maneira, responda gentilmente às ligações tanto no escritório quanto em casa, e quando for atendido, fale o seu nome antes de pedir para falar com a pessoa que você está procurando. Ao se apresentar com o seu nome, fica subentendido que quem está fazendo a ligação é uma pessoa que se respeita.

2. Sempre valorize os presentes ou elogios recebidos. Não deprecie ou ignore expressões de afeição ou mérito. A habilidade de aceitar ou receber é uma marca universal de sólida auto-estima.

3. Não se gabe. É quase um paradoxo acreditar que a modéstia real parte da capacidade de receber elogios graciosamente. Pessoas que gabam-se sobre suas proezas ou demandam especial atenção estão simplesmente tentando se elevar aos olhos dos outros ? e isso acontece porque eles não se percebem como pessoas que merecem ser respeitadas.

4. Não transforme seus problemas no centro de uma conversação. Fale positivamente sobre sua vida e os progressos que está tentando fazer. Conscientize-se dos pensamentos negativos, e de quanto você reclama. Quando se pegar criticando alguém ? e isso inclui autocrítica ?, encontre um caminho para ajudar ao invés de criticar.

5. Nos momentos depressivos ou difíceis, aumente seu nível de produtividade. Quando sua auto-estima está sendo desafiada, não desanime nem se deixe paralisar para uma auto-análise. Malcom Forbes disse: ?Veículos em movimento usam gerador para carregar sua própria bateria. A não ser que você seja um carrinho de golfe, não pode recarregar suas baterias enquanto estiver parado na garagem!?

6. Escolha ver os erros e as rejeições como oportunidades para aprender. Veja o fracasso como conclusão de uma performance, não como o final de sua carreira. Admita suas negligências, mas recuse-se a ver a si mesmo como um perdedor. O fracasso pode ser algo que você tenha feito, e pode até ser algo que você terá de fazer, dessa vez, com sucesso ? mas fracassado você não é.

Se um dia perceber que está se sentindo mal em relação a si mesmo, saiba que esse é o momento ideal para uma mudança rápida e significativa. Uma auto-avaliação negativa, se honesta e feita com discernimento, encoraja e caracteriza mais do que as ilusões. Depois de uma performance fraca, o time ou o atleta normalmente faz muito melhor na próxima vez. Desapontamento, frustrações e fracassos não são condições permanentes ao menos que você faça essa escolha. Ao contrário, essas experiências podem ser a base sólida para se construir um futuro de sucesso.

Denis Waitley é escritor, palestrante e possui mais de 10 milhões de programas de áudio vendidos em 14 idiomas, incluindo os best sellers Mistérios da Mente e A Nova Dinâmica do Sucesso. Visite: http://deniswaitley.jimrohn.com

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima