Será que vão renovar seu contrato?

Analise sua situação e saiba se seu contrato será renovado, 2009, Esta semana, vivi um momento fantástico. Estava na varanda da minha casa conversando com a minha esposa e admirando a lua em uma noite bastante estrelada. Entre uma taça de vinho e outra, minha esposa me deixou numa sinuca de bico com uma pergunta simples: ?Será que no próximo ano você vai continuar viajando tanto assim??.

Por alguns segundos, deixei o silêncio tomar conta do ambiente enquanto estava em busca não de uma resposta objetiva, mas de um primeiro capítulo de uma longa história cujo fim ela e eu já sabíamos. Lá pelo quinto capítulo de algo que era mais uma justificativa que um roteiro criativo, comecei a me preocupar com as conseqüências do último capítulo. Sabe como é, não tem como jogar tênis sem raquete, não existe Cosme sem Damião e também não há palestrante sem viagem. Nós viajamos muito mesmo, mas e a família, onde fica?

Foi aí que comecei a pensar seriamente no que poderia melhorar, mudar e reinventar para que o ano de 2009 não seja de tanta ausência, longe das pessoas que mais amamos. Bom, cada um de nós escolhe um estilo de vida e pronto, mas será que aqueles que nos cercam estão dispostos a renovar nosso contrato por mais um ano se as coisas ficarem exatamente do jeito que estão?

Será que seu gerente de vendas está disposto a assinar as duas vias desse contrato com você ou você é tão bom e especial que no seu documento há uma cláusula de renovação automática?

Eu jamais faria um contrato com alguém com essa cláusula, porque isso é estimular as pessoas a se posicionarem numa zona de conforto, o que definitivamente não é bom. Estamos em dezembro, daqui a pouco é Natal, e num piscar de olhos viramos o ano.

Feliz 2009! Mas feliz de quem, ou melhor, para quem? Para você que cumpriu suas metas, investiu em conhecimento e se tornou um profissional de vendas mais qualificado? Para seu gerente, que finalmente entendeu que liderar pessoas e processos é totalmente diferente de chefiar funcionários? Ou para os dois, que pela primeira vez conseguiram fechar um ano com o planejamento do ano seguinte aprovado e principalmente com dados consistentes e desafios coerentes?

É, faltam poucos dias para dizermos ?mais um ano se passou?. Será que ao ler estas linhas que demonstram preocupação com seu bem-estar profissional, você estará sentindo o mesmo que eu lá na varanda da minha casa? Num primeiro momento, achei-me desconfortável, depois entrei numa fase de avaliação e, como me vi totalmente sem saída, fiz o que qualquer bom vendedor faria: criei uma historinha com uma representação impecável, capaz de emocionar e quase reverter um quadro irreversível. E aí, você também anda criando historinhas para tentar explicar o inexplicável?

Digo isso porque como você poderia esclarecer uma seqüência de maus resultados durante todo um ano? Acho que nem Monteiro Lobato conseguiria. A verdade é que temos de parar e refletir. Você não pode ficar só dando tiros e tiros, precisa puxar o alvo e analisar seu índice de acerto, caso contrário, não evolui. E se não evolui, quem vai renovar seu contrato? Os contratos existem e nós nem percebemos.

Imagine que quando entramos num ônibus e pagamos o valor da passagem estamos realizando um contrato tácito de transporte. Logo, quando assumimos o compromisso de vender e gerar resultados, admitimos um contrato de produtividade, e não de prestação de serviços. Quem presta um bom serviço é meu jardineiro!

Nós cultivamos clientes e colhemos vendas, resultados. Assim sendo, avalie se você não ficou cultivando justificativas, reclamações, mau humor, intrigas e, sobretudo, maus resultados. No fim do mês, ninguém precisa de um vendedor que diz: ?Não deu!?, senão alguém vai chegar e dizer: ?Não dá mais!?. E olha que falta pouco para o fim do ano chegar.

Será que vão renovar seu contrato? Tomara que sim. Um ótimo 2009 e que Deus abençoe você e toda sua família.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima