Servir é amar-se

Você já reparou que, quando serve aos outros, serve a si mesmo? As outras pessoas retribuem quando você lhes dá algo. O Universo apóia quem serve, pois servir é a raiz do Universo. Mas atenção: a recompensa não deve ser o foco principal. Você já reparou que, quando serve aos outros, serve a si mesmo? As outras pessoas retribuem quando você lhes dá algo. O Universo apóia quem serve, pois servir é a raiz do Universo. Mas atenção: a recompensa não deve ser o foco principal. Servir desinteressadamente provoca tal sensação de liberdade e satisfação que vai liberá-lo de preocupar-se com o que receberá em troca.

Praticar a arte de servir é descobrir o melhor lugar para proteger seu Ego (que é onde nascem nossos medos). Proteger seu Ego transforma os anseios (de comida, casa, proteção e futuro) em amor por seguir o seu verdadeiro EU, transformando em atos as mensagens que o seu verdadeiro EU lhe manda.

Servir aos outros o ajuda a investir em todo seu potencial, porque seu Ego já não atrapalha a materialização dos seus sonhos. Quando você serve com amor, acredita no que está fazendo, e sabe o certo a se fazer. Pode viver espontaneamente porque elimina pensamentos limitadores ou condicionantes.

Quando você serve (seja no trabalho, com a família ou amigos), às vezes pensa que dá demais a quem não merece? Se isso acontece, você ainda permite que seu Ego seja limitado pelo medo.

É claro que você deve saber lidar com ?vampiros energéticos?. Mas procure pelo seu verdadeiro EU. Quando você serve com amor incondicional, o Universo imediatamente preenche esse espaço com alguma coisa maior. Uma coisa que lhe dará prazer, crescimento pessoal e profissional. Por isso é tão importante amar o que faz.

Pense sobre isso! Um abraço e boa leitura, Raul Candeloro

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima