Supervendedor, não! Superequipe de vendas

A história de Raimundo Nonato Dutra de Melo e uma superequipe de vendas Supervendedor, não! Superequipe de vendas

O Ceará não era o melhor mercado para as dobradiças e fechaduras da Metalúrgica Silvana. A venda dos produtos também não era das melhores quando o sócio da RN Dutra Representações, Raimundo Nonato Dutra de Melo, chamou sua equipe em um canto da sala e anunciou: ?Pedi um ano para recolocar o Ceará no mapa da Silvana?.

O anúncio, feito em 2007, mexeu com o brio da equipe. No prazo combinado, as vendas bateram todas as metas estipuladas por ele. ?Um ano depois, recebemos duas premiações de campeão de vendas no primeiro semestre e outra no segundo?, conta.

Equipe de vendas ? A equipe da RN Dutra é o maior orgulho desse senhor de 57 anos, que largou a gerência de uma farmácia na capital cearense, em 1989, para se dedicar à venda de materiais de construção. Orgulho que ele compartilha com seu sócio e filho Wlisses Dutra de Oliveira, responsável pelo treinamento dos funcionários. ?Temos uma equipe bem treinada, que conhece os produtos que vende?, garante Raimundo.

Vendo, logo ganho ? A política de bonificação da RN Dutra é simples. Vendeu, ganhou. ?Toda premiação que ganhamos das empresas representadas é repartida igualmente entre os vendedores. Se ganhamos 5 mil reais da Silvana, por exemplo, e a equipe de representantes é de cinco pessoas, entre vendedores e supervisor, cada um receberá mil reais. É a parceria patrão?empregado?cliente?, explica.

Futuro ? ?Queremos fazer da RN Dutra uma empresa reconhecida em todo o Brasil, além de continuar honrando nossos clientes com um bom atendimento?, finaliza Raimundo.

A superequipe da RN Dutra é formada pela Fátima, Gleyvan, Janilson, Martos, Raimundo, Regiclaudio (mais conhecido como Cláudio) e Wlisses.

Colaborou nesta matéria: Mateus Redivo

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima