Telelok: A empresa que se tornou destaque no segmento de locação de móveis corporativos

A história de empreendedorismo da Telelok A locação de móveis para escritório pode não ser uma cultura muito difundida no Brasil, mas esse fato não foi um empecilho para William Naswaty, sócio-fundador da Telelok. Há pouco mais de 20 anos, o empreendedor pensou em abrir uma empresa de locação de móveis para feiras e congressos ? esse foi seu objetivo inicial. Com o passar dos anos, o foco estratégico da empresa mudou, Naswaty decidiu investir em um modelo de negócio até então inédito no País: a locação de móveis corporativos.

Quando fundou a Telelok, Naswaty tinha apenas 22 anos, três funcionários e fazia quase tudo sozinho ? montagem e desmontagem de mobiliário, pedidos, negociações e entregas. Hoje, possui grandes clientes na carteira, é saudável financeiramente, cresce em média 30% ao ano, atende a todo o País e tem aproximadamente 150 funcionários. Atualmente, são locados em média 110 mil móveis por mês e 1,2 milhão ao ano. O crescimento foi rápido. ?Em menos de três anos, Naswaty já estava com uma frota considerável e alguns funcionários a mais?, conta Erika Porcaro, gerente de marketing da empresa.

No entanto, a mudança de estratégia não fez com que a Telelok parasse de atuar na área de eventos. Os auditórios dos fóruns da HSM e de eventos da Organização das Nações Unidas (ONU), por exemplo, são realizados com o grande estoque de mobiliário corporativo. Para atender melhor à demanda, a Telelok está presente em São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro, Curitiba e Brasília.

Os diferenciais

O serviço oferecido pela Telelok consiste na locação de móveis para escritório com entrega rápida e manutenção. Mas para ter em sua carteira clientes como Petrobras, Vale do Rio Doce, Banco Santander e ESPN Brasil, alguns diferencias devem estar presentes nesse processo. Erika Porcaro considera que o pioneirismo, a clientela fiel e a marca conhecida fazem parte do diferencial da empresa. ?Por estar há bastante tempo no mercado, muitas pessoas que precisam do serviço e já conhecem a empresa vão direto à Telelok?, comenta Erika. Além disso, a qualidade dos móveis ? que devem estar sempre em boas condições ? a agilidade na entrega, o mínimo capital de investimento, linha de crédito preservada para outros fins, flexibilidade no período de locação, agilidade no complemento dos móveis e apenas um pagamento por mês fazem com que o serviço oferecido seja cumprido com eficiência.

Estratégia

Erika explica que o segredo para adquirir bons resultados está em ter dedicação e controle, acreditar e ser visionário. Para aumentar o volume de negócios da empresa foi preciso investir em uma área comercial mais estruturada e agressiva. ?É preciso estar presente?, confirma.

A concorrência da Telelok não é direta, ela está apenas no mercado residencial e de eventos, e não no foco principal da empresa: a locação de móveis para escritório. Por isso, a estratégia é concentrar todos os esforços em grandes empresas e eventos. Desde que isso não impeça a Telelok de atender a outras instituições.

Empreendedorismo

?Ser empreendedor é pensar sempre à frente, enxergar possibilidades e saber conviver com situações de risco?, comenta Erika. Para ela, o grande desafio do atual empreendedor é estar atento aos movimentos do mercado e saber a hora de mudar o rumo, se necessário.

Para o futuro, a empresa pretende crescer, consolidar-se no mercado, difundir a cultura da locação de móveis para escritório e, com isso, tornar a marca mais forte. Tudo faz parte do processo de criação de um empreendimento. Para quem está começando agora, Erika dá a dica: ?Pense muito bem antes de abrir o próprio negócio. O brasileiro empreende por necessidade e muitas vezes não tem tempo de cuidar de sua empresa. Estude o mercado, defina a estratégia, o público-alvo e tenha os pés no chão?.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima