Tempos difíceis

O que fazer para superar tempos difíceis?

Jay Conrad Levinson, criador do conceito de Marketing de Guerrilha, autor do livro homônimo, publicado no Brasil pela Editora Best Business e presidente da Guerrilla Marketing International, tem uma estratégia específica para vender em tempos difíceis, como o que se apresenta no horizonte da economia brasileira.

  1. Venda mais para os clientes já existentes e menos para os potenciais e para o mundo em geral. Confie, ame e faça ofertas tentadoras para as pessoas que já aprenderam a confiar em você: seus clientes.
  2. Utilize o telefone como arma de follow-up. Aqui estamos falando de um relacionamento e o telefone é uma arma potente para tempos bicudos. Quando o cenário endurece, os durões partem para o telefone.
  3. Elimine qualquer risco de se comprar de você. Dê uma garantia ou compromisso profundo em relação ao serviço. Faça o cliente saber que a venda não terminou até ele estar totalmente satisfeito. Os guerrilheiros adotam essa tática para dar garantias e prospects retraídos.
  4. Tenha um olho vivo para novos centros de lucro, oportunidades de marketing de fusão e joint ventures. Como os outros também estão sofrendo os percalços da economia, há uma boa chance de que queiram se juntar à sua ideia num esforço de cooperação.
  5. Em vês de diminuir suas ofertas, reme contra a maré e as amplie. Faça o possível para aumentar suas opções de produtos que geram lucro e os serviços que você oferece. Nunca se esqueça de que o crescimento geométrico vem de negócios maiores, negócios repetidos e clientes que recomendam você e sua empresa.
  6. Faça o cliente saber que você tem total ciência da situação da nação, do ponto de vista econômico, e que está baseando seus preços e ofertas nessa situação, fazendo com que seu negócio seja algo mais sensato em que se acreditar do que em qualquer outro tempo.
  7. Explore o incrível poder de recomendação de seus clientes, sabendo que um follow-up caloroso e cuidadoso vai fazer com que eles queiram ajudá-lo com os nomes de três, quatro ou cinco nomes de possíveis clientes.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima