Tenha entusiasmo

Tenha entusiasmo! As pessoas fracassam não por falta de inteligência, mas por falta de paixão. Seria a paixão uma garantia de sucesso? Certamente ? quando estamos apaixonados, nos envolvemos naquilo que fazemos e, dessa forma, agimos e realizamos projetos. Se estivermos entusiasmados, somos capazes de dominar nossas infelicidades e dificuldades, pois o otimismo nos estimula a reagir, a esquecer raiva e tristeza, e a olhar para o futuro e para as soluções possíveis. Adotamos uma atitude positiva porque temos confiança em nós mesmos e conseguimos liberar toda a energia que permite que nos motivemos mais facilmente. Para ajudar você a manter seu entusiasmo nas situações críticas, aí vão cinco conselhos:

Conselho 1 Conclua suas entrevistas, reuniões, jantares com um final feliz, para não dar déia de abandono nem rejeição.

Conselho 2 Evite conflitos de relacionamento, a fim de não despertar tristeza nem raiva.

Conselho 3 Não se imponha mensagens muito negativas, que podem desenvolver complexos e falta de confiança em você mesmo.

Conselho 4 Exprima suas idéias, opiniões, sentimentos a fim de liberar sua energia mental e tornar-se disponível psicologicamente.

Conselho 5 Ancore-se em realizações e projetos que você gosta.

Estefânia: o otimismo em pessoa Estefânia tem todas as razões do mundo para estar desmotivada. Apesar de tudo, demonstra entusiasmo. Divorciada recentemente e mãe de duas crianças pequenas, acaba de perder o namorado em um acidente. Sozinha e obrigada a mudar de casa, ela ainda precisa renegociar seu saldo negativo com o banco. Terá, ainda hoje, uma reunião com eles. Também tem de acertar sua situação profissional: o hospital onde trabalha deverá fechar. Mais tarde, vai encontrar-se com sua chefe, que talvez lhe ofereça um outro cargo. Às 19h, ela passa para ver sua amiga Miriam e lhe diz: ?O que eu mais desejo agora é tomar um drinque. Hoje, tive um dia bem difícil. Duas reuniões importantes, uma atrás da outra, é demais!?. Ela conta sobre os dois encontros e diz, bem-humorada: ?O mais importante foi ter chegado às melhores soluções, tendo em vista a minha situação. Não vejo a hora de chegar amanhã! Sabe que eu adoro nossas partidas de tênis e tenho muita vontade de melhorar meu jogo? Você não tem??. E dá uma boa risada.

Estefânia, ao enfrentar inúmeras dificuldades, consegue manter seu entusiasmo. Ela colocou em prática cada um dos conselhos dados acima. Observe: Ela teve duas reuniões delicadas no mesmo dia. Nos dois casos, tem de fazer valer seus direitos e reivindicações. Na primeira conversa, ela precisa lidar com um gerente de banco pouco amável, que fala a ela da necessidade de diminuir seus gastos. Ele não acha que ela deva fazer um empréstimo, o que seria muito arriscado em pleno divórcio.

Na segunda reunião, ela se confronta com sua chefe, que deseja.retirá-la do bloco cirúrgico do hospital, a ser transformado em casa de repouso, e propor-lhe uma vaga de enfermeira no novo hospital. Mas Estefânia sabe que encontraria um cargo idêntico, no hospital central, a 20 quilômetros de sua casa!

Estefânia está consciente de que uma negociação conduzida em condições adequadas preservará as boas relações que mantém com o gerente do banco e com sua superior. Adota então um comportamento em que:

· É sorridente, calma e agradável,

· Escuta,

· Questiona e defende seu ponto de vista de maneira clara,

· Inicia e termina a conversa calorosamente.

Como resultado, ela obteve um empréstimo com seu gerente após fazê-lo compreender sua situação. Também se comprometeu a administrar melhor seu orçamento. Dentro de um mês, eles vão reavaliar a situação. No segundo caso, ela soube explicar à chefe que preferia ficar ligada ao bloco cirúrgico do hospital central com uma equipe mais jovem a se ocupar de pessoas idosas nesse momento.

Ela conseguiu atingir seus dois objetivos. E você? Como tem lidado com as coisas importantes do seu dia-a-dia?

Frase: ?Cultivar a alegria custa menos que a tristeza e traz melhores resultados? ? Marquês de Marica

Para Saber Mais: Extraído e adaptado do livro Saber se Motivar na Vida e no Trabalho, de Brigitte Bouillerce e Françoise Rousseau (Larousse). Visite: www.larouse.com.br.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima