Teste suas atitudes no dia-a-dia!

Leia as seguintes dicas e depois dê suas respostas. Lembre-se que as bases da inteligência emocional incluem conhecer seus sentimentos e emoções, ser capaz de administrá-los, saber se motivar, perceber sentimentos e emoções em outras pessoas e lidar com relacionamentos. 1) Você levou um grupo de crianças de quatro anos ao parque. Uma delas chora porque é rejeitada pelas outras. O que você faz?

a. Deixa que se resolvam.

b. Ajuda-a a encontrar meios para fazer as outras brincarem com ela.

c. Tenta distraí-la com outros brinquedos.

2) Você é um vendedor e telefona para clientes potenciais. Quinze pessoas seguidas desligam na sua cara. O que faz?

a. Resolve parar e deixar para amanhã.

b. Avalia suas características que podem estar prejudicando a venda.

c. Cria uma abordagem nova e continua tentando.

3) Você entra numa discussão que se agrava até virar briga. Qual a melhor coisa a fazer?

a. Uma pausa de alguns minutos e depois continuar a discussão.

b. Simplesmente silenciar, não importa o que seu par diga.

c. Pedir desculpas e pedir que ele também se desculpe.

4) Você foi indicado para chefiar uma equipe que tenta encontrar uma solução para um problema recorrente. Qual a primeira coisa que faz?

a. Redige uma pauta e reserva tempo para a discussão de cada item, para um melhor aproveitamento.

b. Dá às pessoas tempo necessário para se conhecerem melhor.

c. Abre uma discussão livre, incentivando um brainstorming.

Resultados:

Questão 1 A resposta mais adequada a um alto grau de quociente emocional é a “B”. Pais emocionalmente inteligentes utilizam os momentos de tristeza de seus filhos como oportunidade para treino emocional, ajudando-os a compreender o que os chateou, o que estão sentindo e quais as alternativas possíveis.

Questão 2 A escolha da alternativa “C” indica otimismo, que é um indício de inteligência emocional. Essa atitude leva as pessoas a enxergarem os obstáculos como desafios que podem ensinar alguma coisa, tentando novas abordagens em lugar de desistir, culpar-se pelo que aconteceu ou ficarem desmotivadas.

Questão 3 “A” é a resposta mais adequada. Fazer uma pausa de vinte minutos ou mais, livra o corpo da excitação fisiológica da raiva – que distorce suas percepções e aumenta sua probabilidade de fazer críticas destrutivas.

Questão 4 A alternativa mais apropriada é a “B”. Grupos criativos trabalham melhor quando os níveis de relacionamento, harmonia e bem-estar estão mais altos – dessa forma as pessoas ficam livres para fazer sua melhor contribuição.

Teste sistematizado por Walther Herman a partir do livro de Daniel Goleman (PHD), Inteligência Emocional: a teoria revolucionária que redefine o que é ser inteligente (Ed. Objetiva). Colaboração da consultora Inês Cozzo Olivares – (11) 6946-5757. Extraído e adaptado do site www.empregos.com.br

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima