Transformando passageiros em leitores

Cobrador de ônibus monta biblioteca para passageiros Nome: Antônio da Conceição Ferreira
Formação: Cursando ensino médio
Profissão: Cobrador e coordenador de biblioteca
Missão: ?Conscientizar as pessoas de que a educação é muito importante?

Antônio da Conceição Ferreira, cobrador de ônibus, saiu do interior do Maranhão em busca de uma vida melhor em Sobradinho II, Brasília, DF. Ele sempre teve o sonho de estudar e crescer, mas viu as coisas mudarem quando precisou escolher entre os estudos e o trabalho.

A necessidade realmente era mais forte e o trabalho foi o escolhido, porém o sonho de estudar nunca foi deixado de lado. Mesmo trabalhando como cobrador, ele uniu o útil ao agradável. ?Uma vez coloquei um livro em cima da bancada de dinheiro e uma senhora viu e me perguntou: ?Cobrador você gosta de ler???, conta Antônio, que, a partir disso, começou a ganhar livros dos passageiros.

Cultura no ônibus ? Com o tempo, ele deixou de ter apenas cinco, seis ou sete livros, mas passou para 4 mil títulos que estão distribuídos na sua casa, em um quarto alugado e no ônibus. ?A biblioteca surgiu depois de não ter conseguido apoio de algumas instituições, então achei que o transporte seria uma opção para incentivar e conscientizar as pessoas de que a leitura é muito importante?, afirma.

A biblioteca, que funciona dentro do ônibus, está acessível a todos os passageiros. Basta escolher um título, pegar no porta-livros localizado próximo ao cobrador, assinar uma ficha, ler e devolver. Há quase um ano, Antônio organiza essa biblioteca e até hoje só recebeu elogios e, por incrível que pareça, nenhum ?prejuízo?. A linha 82, Núcleo Bandeirante, nunca mais foi a mesma depois dessa ação. Já foram realizados mais de 800 empréstimos de livros e a satisfação dos passageiros é geral.

Mas não para por aí, Antônio deseja ampliar o projeto. Hoje, a ação é desenvolvida apenas em um ônibus, porém o objetivo desse trabalho voluntário é muito maior. ?Tenho como meta colocar um porta-livros em pelo menos um ônibus de cada linha do transporte coletivo?, afirma o voluntário que aposta na leitura como uma forma de mudança social.

Para mais informações, visite o blog: www.culturanoonibus.blogspot.com

Colaboração: Cristiane Dias

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima