Uma atitude de serviço

Todos nós podemos encontrar tempo para desenvolver o que recebemos, porque, ao longo de nossas vidas, nos deparamos com pessoas especiais que nos dedicaram o tempo delas. Marian Wright Edelman, ativista dos direitos civis diplomada pela Escola de Direito de Yale e fundadora do Fundo de Defesa Infantil, disse: “Fazer o bem aos outros é apenas o aluguel que pagamos para morar aqui na Terra”. Marian acredita que devemos adotar uma atitude de oferecer serviços às outras pessoas e converter essa atitude em ações, não importa quem somos, onde estejamos ou o que façamos na vida. Se quisermos, todos nós temos tempo para servir, e devemos reservar o máximo de tempo que pudermos para isso, enquanto ainda há tempo.

Lembrei-me disso enquanto ouvia uma palestra de Johnnetta Cole, antiga diretora do Colégio Spelman e atual professora Emérita de Antropologia, Estudos da Feminilidade e Estudos Afro-americanos, da Universidade Emory. A dra. Cole é uma mulher dinâmica, que participa de uma série de comissões de caridade. Durante a apresentação, ela mencionou como encontrava tempo, em sua agenda lotada de compromissos, para orientar uma garotinha de 11 anos que a cativara. Apesar de acreditar que havia enriquecido a vida da menina, ela acabou percebendo que, na verdade, as duas mantinham uma relação baseada no amor, no respeito e na admiração mútua.

Todos nós podemos encontrar tempo para desenvolver o que recebemos, porque, ao longo de nossas vidas, nos deparamos com pessoas especiais que nos dedicaram o tempo delas. Como disse recentemente a dra. Cole: “Qualquer pessoa pode ser grande porque pode servir às outras. Basta ter um coração cheio de graça e uma alma cheia de amor”.

Extraído do livro Atitude é Tudo ? 10 passos para o sucesso ? Editora Futura (www.edfutura.com.br), de Keith Harrell.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima