Uma “bocada” de iniciativa e ousadia

De bolachas caseiras a biscoitos industrializados, a trajetória da Boccone

1987, Gravatal, SC. “Éramos uma família numerosa, de oito irmãos e tínhamos apenas um engenho onde fazíamos o polvilho azedo, derivado da mandioca. Quando casei, senti a necessidade de ter uma renda própria. Meus pais deram a idéia de pegar o polvilho azedo e agregar valor a ele, produzindo roscas de polvilho para vender em feiras.”

2006, Gravatal, SC. “Quando passamos a fornecer nossos produtos para supermercados, lojas de conveniência e padarias, percebemos a oportunidade de diversificar nosso mix e vender os produtos nos mesmos pontos-de-venda, diluindo as despesas com transporte e comissões e aumentando, assim, nossa lucratividade.”

As declarações acima foram dadas pelo empresário Jucelino Grasso, diretor-presidente da Boccone, hoje, a maior indústria de Gravatal, com cerca de cem funcionários. Elas mostram claramente o processo de evolução do que era uma simples idéia empreendedora.

Como tudo começou

Jucelino decidiu seguir o conselho dos pais e começou sua jornada produzindo em um pequeno forno caseiro. A idéia deu tão certo que foi preciso comprar um forno de padaria. À medida que as roscas de polvilho faziam sucesso, eram lançados outros produtos similares, como pães de milho, cuscuz, biroró de batata e até batata doce assada. Em poucos meses, todo o investimento estava pago.

No decorrer desse processo, Jucelino foi amadurecendo e ganhando segurança administrativa, financeira e muito orgulho em ver seus produtos darem certo. Mas surgiu uma barreira no crescimento, pois os produtos tinham validade muito curta, o que impedia que eles fossem estocados. ?Com isso, resgatamos algumas receitas tradicionais da ””””nona”””” e começamos a fabricar, em uma antiga máquina manual de moer carne, os biscoitos e broas de polvilho, com validades bem maiores, que deram condições de estocagem, aumentando nosso mix e também as vendas.?

Conquista de mercado

Jucelino acredita que a qualidade dos produtos é a melhor forma de conquistar credibilidade perante os clientes. ?Mas devemos nos preocupar, também, com a criatividade, inovações, preços compatíveis e tendências de mercado, pois hoje o consumidor muda seus hábitos muito rapidamente.?

O empresário ressalta que é fundamental as empresas diversificarem seus produtos, pois os lucros vão se ?achatando? a cada minuto, por conta das inúmeras opções que são colocadas no mercado, disputando cada centavo do bolso do consumidor. Quando o assunto é concorrência, Jucelino afirma que o segredo para ganhar uma batalha está no papel do comandante e dos soldados. ?Nós, empresários, devemos nos apressar em diminuir nossa arrogância e orgulho, entendendo que empresas em que existem patrões e empregados estão fora de moda, para não dizer condenadas a sair do mercado. Acredito que o sucesso se consolida quando os empresários implementam uma gestão horizontal, na qual todos na empresa sentem-se sujeitos ativos e seres humanos amados, respeitados e solidários.?

Mas, afinal, o que é Boccone?

Boccone é uma palavra italiana que significa bocada. A inspiração veio do cinema, quando Jucelino ouviu a palavra pronunciada por um dos personagens. ?Fiquei muito entusiasmado e logo procurei traduzi-la. Como em um passe de mágica, ela caiu em nossas mãos.?

Sem mágica, mas com muito empenho e dedicação, da produção de pães e roscas caseiras a uma moderna fábrica que faz os mais diversos biscoitos, Jucelino e a Boccone são belos exemplos de iniciativas empreendedoras que deram certo. ?Quando você aprende a correr riscos e usar toda essa energia para a criação de novos produtos, inovações e, principalmente, para o crescimento de nosso país, conseguimos alcançar o ápice gerencial.?

E você, quer fazer o mesmo? Quem sabe no futuro a história da sua empresa estará em nossas páginas. Acredite no seu potencial e mãos à obra!

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima