Uma oportunidade de sucesso

Poucas pessoas sabem que os primeiros registros da história da venda direta no mundo datam do final do século XVIII, quando uma empresa britânica de enciclopédias passou a utilizar mão-de-obra autônoma para revender seus produtos. Poucas pessoas sabem que os primeiros registros da história da venda direta no mundo datam do final do século XVIII, quando uma empresa britânica de enciclopédias passou a utilizar mão-de-obra autônoma para revender seus produtos.

Três séculos depois, um sistema informal e pouco profissionalizado se transformou em uma grande potência comercial, formal e profissional. Segundo informações da WFDSA (World Federation of Direct Selling Associations), o volume de negócios de venda direta no mundo, em 2004, foi de 97 bilhões de dólares e envolveu 55 milhões de vendedores em 60 países. No Brasil, 1,5 milhões de vendedores diretos movimentaram 3,9 bilhões de dólares em 2004, colocando o País na quarta posição mundial.

Você deve estar se perguntando: qual é o segredo para tanto sucesso? Razões não faltam! Mas eu gostaria de citar três que considero extremamente importantes:

· A venda direta oferece uma alternativa de renda altamente atrativa, para pessoas que pretendem desde aumentar sua renda familiar até desenvolver seu próprio negócio através de uma atividade de baixo risco.

· A comercialização dos produtos é feita através do contato personalizado, que estabelece vínculos e agrega valor ao produto final.

· A venda direta é livre de preconceitos. Ela pode ser para todos, independente de idade, sexo, nível social ou grau de escolaridade. Basta gostar de pessoas!

Junte essas razões ao espírito empreendedor e fraterno típico do brasileiro e o resultado é a resposta da pergunta feita anteriormente ? sucesso!

Um case de sucesso em vendas

Independentemente do tamanho e, principalmente, do budget (verba disponível para investimento), centenas de empresas oferecem essa oportunidade e, ao lado de sua força de vendas, vêm construindo histórias de sucesso em vendas ao longo dos anos.

Entre os principais casos de sucesso que conhecemos, é importante citar a Hinode Cosméticos. Fundada em 1988 pelos empreendedores Adelaide Garcia e Francisco Rodrigues ? ambos brasileiros ? a Hinode nasceu, basicamente, do desejo de oferecer uma condição de vida mais confortável para seus filhos. Há 23 anos, quando iniciou sua atividade ainda como revendedora de outras empresas, Adelaide dedicava-se à costura, enquanto Francisco atuava como metalúrgico em uma empresa de São Paulo. Ao vislumbrar a oportunidade que a venda direta oferecia, eles fizeram um acordo: ele deixaria a metalúrgica quando ela estivesse ganhando no mínimo três vezes o salário dele.

Com muito trabalho, determinação e coragem, em menos de um ano, Francisco pediu demissão de seu trabalho e passou a ajudá-la. Anos depois, o casal decidiu iniciar um pequeno negócio no ramo de cosméticos, fabricando e embalando seus produtos artesanalmente, em companhia de alguns parentes e do filho mais velho, Sandro Rodrigues, que atualmente é diretor comercial e administra a empresa juntamente com os irmãos e colaboradores.

Um modelo de vendas bem-sucedido

A Hinode tem um modelo de vendas híbrido e conta com uma força de vendas de cerca de 32 mil revendedoras espalhadas por todo o Brasil, coordenadas por revendedoras master, que têm descontos maiores em suas compras. Estas, por sua vez, são orientadas por líderes regionais de vendas independentes, muitos deles ligados à empresa desde sua fundação, como é o caso de Rosana Pinto, uma das maiores líderes de vendas da empresa.

Rosana era da Policial Militar e encontrou na venda direta uma alternativa para aumentar sua renda mensal e poder comprar seu enxoval de casamento. Com a experiência e os treinamentos permanentes oferecidos pela Hinode, além de conhecer os produtos, Rosana conquistou segurança e desenvoltura para revender a linha de cosméticos e começou a montar uma equipe de pessoas atraídas pela sua história, que enxergavam nela um exemplo a ser seguido.

O tempo foi passando, vieram os filhos e a preocupação de estar mais próxima deles. Afinal, trabalhar na Polícia Militar em um período e revender produtos em outro tomava muito seu tempo. Foi quando ela e marido chegaram à conclusão de que era necessário optar por desenvolver seu próprio negócio, exclusivamente através da Hinode ou manter a carreira militar de ambos, que já durava 15 anos.

Além de optar pela venda direta e de ir com toda a família para Goiânia, Rosana, juntamente com o marido, construiu um patrimônio sólido e confortável para toda a família, tornou-se mais segura pessoal e profissionalmente, deixou a timidez de lado e lidera uma das maiores equipes do Brasil da Hinode.

Histórias como essas mostram que a venda direta pode mudar a vida de todos nós, independentemente da forma como atuamos. Basta acreditar que é possível atingir sonhos, estabelecer metas e um plano de ação, contar com o apoio de uma empresa sólida e correr em direção ao sucesso.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima