Vencendo as batalhas da vida

Desenvolva a riqueza de espírito e supere obstáculos

“Venci mais uma batalha, mas a guerra ainda não está ganha”, “Gostaria que todo brasileiro necessitado tivesse o mesmo cuidado que tenho” e “Peço a Deus para viver apenas enquanto eu tiver orgulho de mim mesmo”. Essas três frases foram ditas pelo vice-presidente do Brasil, José Alencar, após 15 cirurgias.

 

Há 12 anos, ele luta contra um câncer no intestino e, em julho de 2009, mesmo passando por mais duas intervenções cirúrgicas de alta gravidade, ele se manteve firme em seu cargo. Nesse mesmo período, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva estava no exterior, com isso, José Alencar também precisou assumir interinamente a Presidência.

 

Dificuldades como essas podem fazer qualquer pessoa forte desistir da vida e ficar amarga, mas José Alencar, em cada entrevista dada após retornar das anestesias, fala com um sorriso no rosto, conta piadas e se mantém firme em suas responsabilidades políticas. Ele é um exemplo que não pode ser esquecido. Um homem que sorri quando acorda de uma operação e ainda demonstra compaixão ao dizer: “Gostaria que todo brasileiro necessitado tivesse o mesmo cuidado que tenho”, certamente merece nosso respeito e admiração.

 

Assim, aos 77 anos, com uma mente lúcida, uma responsabilidade nacional gigante e uma guerra que mutila seu corpo e seu tempo, José Alencar é fonte de motivação para as pessoas que pensam em desistir.

 

Podemos aprender muitas lições com ele, mas vamos nos limitar às três principais:

 

  1. 1.       Viver cada etapa com sabedoria – “Venci mais uma batalha, mas a guerra continua”. Em minhas palestras de administração do tempo, eu sempre sugiro que os participantes planejem e organizem suas agendas em blocos de 168 horas, ou seja, a cada mês. Assim, fica mais fácil estabelecer etapas, dividir a guerra em batalhas – ainda que não ganhemos algumas. Uma doença grave ensina o valor do tempo e a importância de viver cada momento com intensidade.

 

  1. 2.       Ter compaixão – “Gostaria que todo brasileiro necessitado tivesse o mesmo cuidado que tenho”. A melhor definição que encontrei sobre compaixão é: a capacidade de se colocar no lugar do outro por alguns instantes e compreender suas dificuldades e anseios. Mesmo que você não possa ajudar nem possua o que o outro necessita, o sentimento de compaixão é nobre e, de alguma maneira, pode aliviar o sofrimento de quem precisa de você, ou seja, a pessoa que possui compaixão encontra uma saída para doar algo bom àquele que necessita.

 

  1. 3.       Ter orgulho, não arrogância – “Peço a Deus para viver apenas enquanto eu tiver orgulho de mim mesmo”. Viva com orgulho, não aquele orgulho arrogante, mas um sentimento embalado de autoestima e consciência tranquila de ser íntegro. Quando você se propõe a fazer o melhor e ser melhor a cada dia, dentro de suas limitações, já está construindo o bom orgulho. Existem muitas pessoas que levam a vida sem se dar o devido valor nem acreditar em si e na capacidade de vencer desafios. O sentimento de orgulho próprio é uma das colunas de sustentação da felicidade. Precisamos sim ter orgulho!

 

Pare de reclamar e aja!

Viajo bastante pelo Brasil e sempre estou conversando com vários empresários. Muitas vezes, observo como eles reclamam da vida e das dificuldades, colocando-se como frágeis perante os problemas econômicos e de mercado.

 

Essas pessoas são pobres de espírito. Elas deveriam saber que a riqueza interior é capaz de superar as barreiras e vencer todos os obstáculos. Há ainda aqueles que não têm coragem para se lançar rumo aos seus sonhos e vivem abafando seus dons e talentos. Quando queremos alcançar um grande objetivo, não devemos esperar muito, pois é agindo que as coisas começam a fluir. Gosto da frase que diz: “Deus age através das mãos dos homens”.

 

Assim, comece agora mesmo a fazer aquilo que você acredita. Pare de reclamar e aja! Mesmo que sua ação possa parecer pequena diante do grande objetivo, não importa, aja. A ação carrega um mistério. Nela, contém o poder de transformar.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima