Vendedor com ou sem formação acadêmica

Contratar, selecionar e dar preferência a profissionais com formação acadêmica para atuarem como vendedores é a solução mais adequada para as empresas? O profissional com formação técnica, acadêmica e liberal agora é vendedor. Sim! Isso mesmo que você acabou de ler. Contratar, selecionar e dar preferência somente a profissionais com formação técnica e acadêmica para atuarem como vendedores, seja qual for o produto a ser comercializado, seria a solução mais adequada para as empresas?

Quem optou por cursar uma faculdade de Engenharia, Arquitetura, Desenho Industrial e outras formações de nível técnico, passou anos de sua vida estudando, aperfeiçoando-se, especializando-se para criar, desenvolver e aperfeiçoar produtos que serão colocados no mercado para consumo. Mas quem vai vender esses produtos?

Projetistas, designers, engenheiros, arquitetos e técnicos desenvolvem o produto. Mas quem vende é o vendedor. Deparo-me, constantemente, com um grande número de profissionais que ?estão? vendedores. Eles têm formação técnica e acadêmica nas mais diversas áreas, mas estão insatisfeitos, frustrados, infelizes, deprimidos, ansiosos e ávidos por retornar as suas reais atividades.

Sempre que tenho oportunidade, questiono esse aspecto com empresários, gerentes, supervisores e vendedores. Vale lembrar que o profissional de vendas com formação técnica e acadêmica, na grande maioria das vezes, terá vida curta nessa atividade, pois, em um curto espaço de tempo, notará que vendas não é a sua praia e não condiz com sua real formação e especialização.

Amigos e colegas empresários, antes de simplesmente designarem ou transferirem para o setor de vendas de suas empresas um funcionário com formação técnica, tentem perceber se ele, só pelo fato de ter formação, será a melhor solução para aumentar as suas vendas. Muitas vezes, os resultados poderão ser desastrosos. Perde o vendedor, o cliente e até a empresa.

Prefiro um vendedor que é realmente vendedor, mesmo sem formação acadêmica, pois poderá ser plenamente treinado, e não um vendedor que está ali por imposição ou redução de custos, apesar de possuir dotes e conhecimentos técnicos.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima