Vender é básico e simples

Algumas empresas se destacam não só pelo que vendem, mas pelo que representam para seus clientes. É o grau de comprometimento que está fazendo o diferencial. Vejo muita empresa no mercado investir em boa tecnologia, instalações, produtos. Enfim, mecanismos que possam amparar a empresa na tentativa de dar suporte para que possa se manter no mercado.

Hoje, a grande pergunta não é o que vai vender, mas sim o que fará para continuar vendendo para seu cliente. O segredo está não só em vender, mas em saber até que ponto seu cliente precisa e sente a necessidade de seus produtos ou serviços. Até que ponto você, como empresa, é importante para seu cliente.

Algumas empresas se destacam não só pelo que vendem, mas principalmente pelo que representam para seus clientes. É o grau de comprometimento que a empresa tem em relação ao cliente que está fazendo o diferencial. E que comprometimento é esse?

1. Desenvolvimento de novos produtos ? Hoje, a preocupação deve estar acima da qualidade. É o conceito de que o produto ou serviço está apto para resolver o problema de alguém (cliente), mesmo partindo na frente em lançamentos de produtos ou serviços a empresa deve sempre lembrar de aperfeiçoar seus produtos ou serviços antes que um concorrente o faça.

2. Ver uma maneira mais ampla de servir aos seus clientes ? Quando se trata de fabricante e lojista, é fundamental que o fornecedor se preocupe em ajudar seu cliente a vender com melhor qualidade e maior rapidez, não esquecendo da rentabilidade. Nesse caso, vejo com muita qualidade o trabalho que uma indústria de colchões no Ceará está fazendo. A Soft Pluma criou um festival e o batizou de: ?Sinta-se nas nuvens ? Festival de produtos Soft Pluma?. Existe todo um trabalho extremamente profissional, com pessoas qualificadas em marketing, vendas, gerenciamento e promotoras para dar todo suporte aos lojistas das cidades em que acontecem os festivais. Como eles costumam falar, é uma festa que envolve todo um potencial de criatividade, profissionalismo e dedicação.

3. Avaliar novas oportunidades ? É fundamental que a empresa esteja sempre atenta para novas oportunidades de mercado, o que o mercado fala para sem que muitos percebam.

4. Estar atento às exigências dos clientes ? Trabalhar a importante ferramenta chamada informação. Satisfação, rejeição, problemas de entregas. Enfim, saber usar o que chega através da informação.

5. Capacitação e conhecimento ? O fornecedor deve trabalhar o treinamento de qualificação em relação a seus produtos com seus clientes: é básico que todo pessoal esteja treinado e apto a vender seus produtos ou serviços.

Por fim, um dos itens que muitas empresas se perdem e não sabem o porquê. É o caso de problemas não resolvidos. Muitos “vendedores” conseguem jogar fora um trabalho de muito tempo porque não resolvem os problemas ou simplesmente empurram com a barriga. O pior é que muitas vezes o cliente não fala, simplesmente muda de fornecedor. Vejo com muita preocupação quando uma loja vende um produto e depois, hipoteticamente, quando o cliente volta para reclamar que deu defeito, o “vendedor” apenas indica a assistência técnica. É fundamental o acompanhamento e, principalmente, saber o grau de satisfação depois do problema resolvido. Pois quando o cliente precisar comprar novamente, poderá lembrar de onde fez a ultima compra.

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima