Viagens WOW!

Como vender serviços através da venda direta Em março do ano passado nasceu uma audaciosa empreitada: o primeiro canal de venda direta de serviços do Brasil. A venda direta de viagens é uma idéia tão inovadora que não poderia ter recebido outro nome: WOW!. E como se usa a venda direta para comercializar viagens?

A Embarque Nessa, empresa de turismo já posicionada em seu segmento, encontrou na simplicidade a solução: ?O turismo é um produto que tem de 30 a 60 variáveis a cada venda?, explica Andres Postigo, criador e diretor da WOW!. ?Inventamos um novo produto, simples, chamado Passaporte WOW!, um crédito de viagens vendido a preço fixo, parcelado, que todo mundo pode pagar e depois usar como preferir.? De fato, o passaporte é acessível a muita gente: por mil reais, divididos em 12 parcelas de 83,33 reais mensais, o cliente adquire uma viagem que formata como quiser, quando quiser, dentro de um vasto leque de opções de transporte, hospedagem e passeios no Brasil e no exterior. Se for necessário, pode completar o valor para ir mais longe ou guardar uma parte em créditos para uma viagem futura. O revendedor direto dos passaportes é denominado ?agente de lazer WOW!?.

Uma oportunidade para todos ? Como em outras empresas de vendas diretas, o agente pode ser desde um profissional autônomo, usando suas horas vagas para montar um negócio ou obter renda extra, ou até mesmo uma empresa, como uma agência de viagens. Em qualquer caso, será estimulado, em uma estrutura multinível de vendas, não apenas a vender mais como também a ampliar o canal recrutando outros agentes de lazer. O plano de compensações inovador prevê que, além do bônus por desempenho (ou volume de passaportes comercializados), haja também bônus em viagens e em dinheiro por liderança, concedidos para os que conseguem conquistar mais um, dois ou vários agentes.

Aliás, por trabalhar com viagens, a premiação da WOW! é o sonho de qualquer vendedor que bate suas metas. O primeiro prêmio para os níveis de liderança é uma viagem para um destino no Brasil com direito a um acompanhante. Conforme o agente de lazer vai se qualificando no plano de compensação da empresa, as viagens vão ficando cada vez mais interessantes e ele pode conhecer lugares como os Lagos Andinos, Alaska, Europa, Austrália, Nova Zelândia, Taiti e vários outros destinos. A premiação máxima culmina em uma viagem de volta ao mundo com todas as despesas de alimentação pagas.

Todos os funcionários contratados da empresa ?mãe?, Embarque Nessa, têm formação e experiência em turismo. Já os agentes de lazer recebem treinamento presencial (no caso dos moradores da cidade de São Paulo) ou virtual (em áudio, disponível na internet) para se prepararem melhor para o atendimento. ?Além de conhecimentos gerais sobre turismo e técnicas de venda, o agente tem de estar pronto para orientar bem o cliente viajante quanto a questões como sazonalidade e antecedência de reservas, por exemplo?, explica Postigo. ?Só assim podemos evitar sustos, principalmente nos casos em que o passaporte é comprado com muita antecedência.?

A Embarque Nessa foi a primeira operadora de viagens brasileira a vender viagens por atacado na internet. É a única operadora brasileira com certificação ISO 9001:2000 e a única que dá suporte ao cliente 24 horas ao dia. Seu braço de venda direta, a WOW!, já comercializou mais de mil passaportes desde o início de sua operação, em março do ano passado. Para uma operação iniciante em vendas diretas, que partiu do zero e introduziu um conceito de venda de um serviço na venda direta, é um marco importante, ainda mais ao considerarmos que esse é um segmento ainda dominado pela comercialização de cosméticos e perfumes. E não poderia ser diferente: o nível de rejeição ao produto é muito baixo. Quem é que não gosta de viajar?

Já despontam os destaques em vendas ? Alguns agentes de lazer que tomaram contato com a WOW! logo no início da operação já despontam como líderes da empresa. É o caso de Ricardo Camargo, de Brasília, que já é um dos líderes Traveler. ?Eu entrei para a WOW! porque, além de gostar muito de viajar, vi uma oportunidade única de fazer o que gosto e ainda ganhar dinheiro com isso. Quando descobrimos algo de bom, queremos logo que nossos amigos e familiares também possam usufruir dos mesmos benefícios, e é assim que eu encaro quando apresento o plano para alguém. Acredito que, em breve, a WOW! não estará somente bancando as minhas férias anuais como também será uma ótima fonte de renda.?

Outro agente de lazer que merece destaque é Rui Barbosa, de São Paulo. Apesar de ter ingressado há menos de seis meses na WOW!, apresenta um dos mais rápidos crescimentos dentro da empresa. Formado em Análise de Sistemas, já trabalhava com marketing de rede desde 1994, tendo passado por outras quatro empresas de sucesso. Rui conta que sempre foi fascinado pelo mercado de viagens e turismo e que sonha em conhecer o Brasil e o mundo. ?Nunca foi tão fácil mostrar os benefícios de um produto para uma pessoa como é o caso da WOW!. Todo mundo gosta de viajar e o sistema é ótimo, pois facilita a compra e gera uma ótima renda extra. Além disso, aqui eu posso verdadeiramente viajar de graça com o meu próprio esforço!?

Realidade na Europa e Estados Unidos, a atuação em serviços nesse segmento ainda é uma novidade no Brasil. Esse é um dos mais promissores negócios inovadores para os empreendedores das vendas diretas que desejam ingressar em um nicho ainda inexplorado e que tem enorme potencial de adesão, tanto de canal como de clientes, por desfrutar de vantagens como a conveniência oferecida pelo modelo para quem busca também itens de consumo ?intangíveis?. A WOW! soube identificar e aproveitar essa oportunidade, se cercou dos conhecimentos e cuidados necessários para estabelecer seu negócio de forma séria e consistente ? cuidados esses que já são reconhecidos pelo sucesso e velocidade com que suas equipes de ?agentes de lazer? têm se estruturado. Diante disso, nada mais adequado e apropriado do que seu slogan: ?Ganhar dinheiro é a maior viagem!?.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima