Você entrega tudo o que vende?

Varejista, quando você recebe seu cliente, certamente vende sua loja e tudo o que tem nela de uma forma fantástica, não é mesmo? Mas será que entrega tudo o que prometeu? Quando você casou seu marido tinha cabelo, era magro e aposto que não tinha barriga. Não ficava esparramado no sofá da sala assistindo ao jogo de futebol no fim de semana e, o pior de tudo, não roncava. No começo do relacionamento, o rapaz e a moça fazem uma campanha de venda mútua.

Durante todo o namoro, comportam-se da melhor forma possível, sempre. Ambos fazem e honestamente procuram cumprir, promessas e compromissos. Esforçam-se para andar o tempo todo na linha. Até que finalmente fecham a venda e se casam. Então, acaba o namoro e começa a espaçar aquelas atitudes delicadas, de boa vontade e consideração. Começam a abandonar o hábito de se arrumarem com cuidado.

Em resumo, tenho certeza que o índice de divórcio seria reduzido em 90% se homens e mulheres entregassem, no casamento, o que venderam durante o namoro.

Da mesma forma, acredito que na maioria dos casos em que perdemos um cliente para o concorrente, isso não se deve ao melhor preço ou produto, embora isso também tenha influência. Na maioria das vezes é porque a concorrência chegou e namorou nosso cliente oferecendo melhor serviço, mais interesse e maior preocupação ao ouvir com atenção as descrições das necessidades dele.

Para combinar esse exemplo de vendas e namoro, alguém perguntaria: quando devemos dizer às nossas esposas que a amamos? Antes que alguém o diga. Quando se deve dizer ao seu cliente que você gosta dele? A mesma resposta: antes que outro o diga! Portanto, você deve demonstrar esse amor ao seu cliente por meio de serviços que excedam suas expectativas.

Conteúdos Relacionados

Dica número 1 de liderança em vendas

Volta e meia recebo perguntas como esta: “Raul, se você pudesse me dar só uma dica sobre como ser um gestor melhor, qual seria?”

Procuro evitar responder questionamentos como este porque eles costumam vir de alguém que está procurando um atalho ou uma pílula mágica, mas a verdade é que sempre existe mais de uma opção para resolver um problema ou desafio – por isso mesmo, buscar uma única ferramenta milagrosa raramente traz os melhores resultados.

Continuar lendo
Rolar para cima