Você quer estar aqui? Motivação Pessoal

Motivação Pessoal. Ainda dá tempo de elaborar uma estratégia para conquistar suas metas em 2008.

Descubra como elaborar uma estratégia que ajude a conquistar suas metas ainda neste ano

Os rituais de passagem de ano sempre incluem o estabelecimento de planos para o período que se inicia. Aquisição da casa própria, promoção na empresa, carro novo, cursos de aprimoramento, viagens, enfim, são diversos os objetivos estipulados. Passa janeiro, fevereiro, março e todos os meses até chegar novembro. Nessa época, com o fim do ano tão próximo, convém perguntar: você já realizou todos os seus planos para 2008? Provavelmente, algumas pessoas sim (eu espero) e outras ainda não. Talvez falte pouco ou pode ser que a distância para suas realizações seja muito grande, mas tenho certeza de que é possível se aproximar mais e até mesmo atingir muitos objetivos ainda neste ano. Para isso, é preciso que você comece agora sua caminhada rumo ao fechamento de seus objetivos!

Atenção: cuidado com a zona de conforto

Pode ser que você já tenha atingido todos os objetivos pessoais e profissionais que havia estipulado para 2008. Nesse caso, parabéns!

Você pode comemorar, pois é um campeão, mas tenha cuidado para não baixar sua produtividade nem correr o risco de deixar a vitória escapar por muito pouco. “A zona de conforto é um lugar que considero mais perigoso que a de desconforto, pois nessa postura, o profissional não identifica suas reais necessidades de crescimento e desenvolvimento ou as da empresa. Dessa forma, pode perder oportunidades preciosas de antecipar futuros sucessos”, afirma Daniela Zanuncini.

Para Thiago Cury, mesmo estando dentro da zona de conforto, o mais sábio a fazer é não baixar o nível de produtividade: “Procure sempre manter a motivação pessoal, tanto extrínseca como intrínseca. Isso ajudará a buscar novos desafios em sua carreira profissional e conquistas na vida pessoal. Descubra o que mais motiva você a atingir novos e melhores resultados e caminhe sempre na direção de seus sonhos”. E Marcelo de Almeida lança um desafio para os vencedores: descobrir como você pode ajudar outras pessoas a alcançarem objetivos.

Acerte o alvo

O primeiro ponto importante é saber que você precisa manter a calma e não se desesperar, pois sempre há uma ação corretiva que pode ajudar. Do contrário, pode colocar tudo a perder, jogamos fora tudo o que já foi realizado e não conseguirá pensar em novas ações. O melhor a fazer é pensar que os desafios vêm para nos acrescentar aprendizado. O segundo passo é entender por que as metas não foram atingidas. “Se você chegou ao fim do ano e percebeu que está distante do resultado esperado, faça uma análise minuciosa de suas ações até o momento e os retornos obtidos desde o início do planejamento até o momento atual. A partir dessas informações, revise suas rotas e aplique ações corretivas”, recomenda Thiago Cury, palestrante, consultor de desenvolvimento pessoal e corporativo, presidente da Cury Consultoria, além de autor do livro Vontade de Vencer – O que fazer para melhorar sua vida no trabalho.

Ao avaliar os motivos de sua baixa performance, descubra quais erros cometeu. “Temos a mania de adiar o que é preciso fazer, esquecer dos objetivos e diminuir nossa energia com o passar do tempo. Isso ocorre em função de não planejarmos adequadamente, não revisarmos mensalmente ou a cada dois meses os projetos e, principalmente, por não estabelecermos prazos coerentes”, explica Daniela Zanuncini, diretora da Bem-estar Desenvolvimento Humano, consultora empresarial e psicóloga.

Você percebeu que o grande problema é a falta de planejamento? Por isso, esta matéria o ajudará a elaborar uma estratégia para atingir suas metas em 2008. Independentemente do que você deseja alcançar, uma coisa é certa: tudo precisará de planejamento.

Se você tiver uma boa estratégia e crer que pode conseguir o que deseja, suas metas terão mais sucesso. Aliás, confiar em si mesmo é um ponto importante para realizar seus objetivos destacado pelo especialista em Superação, Marcelo de Almeida: “Acredite que ainda pode fazer um gol. Não saia de campo, lute até o último minuto em busca de pelo menos um objetivo relevante para 2008. Neste momento, priorize os objetivos que têm maior impacto para você. Faça o que trará mais benefícios para si próprio, empresa, carreira e vida”.

Elabore um plano emergencial

Ao montar sua estratégia para aproveitar o restante de 2008, liste novamente suas metas e determine quais delas são atingíveis dentro do prazo que ainda resta. Para aquelas que você detectar não terem mais chance de ser alcançadas, estenda os prazos e as transforme em metas para 2009. Tenha certeza de que elas realmente não podem ser conquistadas em 2008, mas faça algo por essas metas ainda nesse ano. “Desistir nunca é a melhor saída. Por mais distante que esteja de concretizar um objetivo, mantenha-se alinhado a ele. O esforço que despenderá para desistir e recomeçar no ano seguinte é o mesmo que você utilizará para prosseguir no seu planejamento com novas estratégias e recursos a fim da conquista parcial dos objetivos”, reitera Thiago Cury.

Daniela explica que, ao estabelecer suas metas, é necessário calcular bem os níveis de capacidade de tempo, ou seja, quantas atividades cabem, de fato, dentro do prazo estipulado. Para isso, ela sugere que você faça uma lista mestra para saber o que exatamente precisa realizar e como organizar sua agenda diária. Veja a seguir um modelo de tabela para definir suas metas e como avaliar os fatores envolvidos. Confira o exemplo e preencha com seus dados.
 

Metas

Prazo

Resultado

Procedimento de realização

Atividades

Conquistar 3 novos clientes

5/12/08

Lucro e elogios do gerente

Médio

Fazer 10 ligações a mais por dia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Significado de cada coluna

» Prazo – Data de entrega de uma tarefa.
» Resultados – O que quer obter ao atingir suas metas.
» Procedimento de realização – Quais são as dificuldades que essa ação representa, que podem ser classificadas em três níveis: fácil, médio e difícil.
» Atividade – Ações que tem de ser feitas para realizar a meta.

Apoio para você – Além da lista mestra, você pode utilizar outras ferramentas para auxiliar na realização de seus objetivos. Marcelo Thalenberg, consultor em Produtividade Empresarial e autor do livro Socorro, Roubaram meu Tempo, sugere algumas opções: “Se você é disciplinado, um caderno e lápis podem resolver e ajudar no acompanhamento. No entanto, se esquece com freqüência o que precisa fazer, utilize o calendário de tarefas do Outlook (que está em quase todos os computadores que possuem Office) com o lembrete ligado para avisar de tudo. Caso trabalhe externamente, sincronize suas informações com um smartphone”.

Foco é essencial para alcançar o que deseja

Concentre-se em suas prioridades e não deixe que atividades que dispersam sua atenção atrapalhem as ações em direção aos objetivos. “Disciplina, neste momento, é essencial para a concretização do planejamento. Tenha comprometimento com as novas ações”, lembra Thiago Cury.

Segundo Marcelo de Almeida quem consegue se superar é altamente comprometido com seus objetivos. “Essas pessoas assumem a responsabilidade e jamais culpam alguém ou inventam desculpas para seus fracassos. São pessoas orientadas para resultados, acreditam em si mesmas e, acima de tudo, têm persistência além da média”, afirma.

Também é importante ficar atento às suas metas para saber se precisa da colaboração de outras pessoas. Não tenha medo de pedir ajuda a seus amigos, colegas e familiares. Eles podem ter idéias que facilitem o alcance de suas metas, além de serem fortes incentivadores para a realização de seus objetivos. Fale sobre seus planos para quem está ao seu redor, pois, certamente, irão torcer por você e ajudar a lembrar das ações que precisa desempenhar para conquistar o que deseja.

Evite as falhas – De acordo com Thiago Cury, os principais erros que as pessoas cometem em seu planejamento são: dispersão nas atividades; falta de prioridade nas ações; não delegar funções; ausência de comprometimento, disciplina e organização; e pouco (ou nenhum) acompanhamento de todos os processos do planejamento. “Para concretizar seus planos, elimine esses erros do seu caminho”, declara Thiago Cury.

Avalie seus resultados

É muito importante que você verifique diariamente como está o andamento de suas atividades rumo à realização das metas. Faça isso sempre no fim do dia para descobrir se é necessário realizar alterações em seu planejamento, como acelerar ou diminuir seu ritmo de trabalho. “Avalie resultados, pontos fortes e fracos e reflita sobre as lições aprendidas, pois essas atitudes são importantes para os profissionais que almejam o crescimento na vida e carreira”, avisa Marcelo de Almeida.

Não deixe para corrigir a rota somente no momento de sufoco, quando estiver perto do fim dos prazos estipulados para atingir seus objetivos. “A verdadeira mudança acontece quando as novas atitudes são incorporadas ao seu dia-a-dia. Adote-as em seu planejamento e ações para evitar o mesmo desespero no ano seguinte”, recomenda Thiago Cury. E depois que chegar ao fim do ano, faça uma avaliação geral para identificar o resultado obtido. “Balanço de fim de ano é fundamental! Talvez precisemos imitar as empresas realizando balanços mensais ou trimestrais no mínimo”, diz Daniela Zanuncini. Se o resultado foi positivo, comemore. Celebrar a vitória é fundamental para fechar bem o ciclo passado e se preparar para novas conquistas. E caso não tenha alcançado tudo o que desejava, lembre-se de que você se esforçou e, certamente, conseguiu mais que teria conseguido se não tivesse feito nada. “Qualquer atitude positiva tomada é melhor que não fazer nada. Você entrou para uma maratona. Portanto, verifique quanto você se superou com sua estratégia emergencial”, comenta Marcelo Thalenberg.

E agora é hora de planejar o futuro, pois um novo ano está prestes a iniciar. Comece a fazer seu planejamento para 2009. O ideal é realizar um plano detalhado, de três a seis meses, antes que o ano acabe. E não esqueça de aproveitar as férias. “Todos merecessem descanso. Não é por coincidência que nosso ano termina no verão, estação de descanso no hemisfério sul, e, no norte, os anos fiscais das empresas terminam em junho ou julho, também época de verão”, finaliza Marcelo Thalenberg. Boas férias!

Recapitulando

» Priorize seus objetivos.
» Defina novas ações para atingir as metas.
» Mantenha o foco.
» Delegue ou peça ajuda, havendo necessidade.
» Controle e reveja diariamente seu desempenho.
» Avalie os resultados.
» Comemore.

Para saber mais:

Livros
Livro: Socorro, Roubaram meu Tempo
Autor: Marcelo Thalenberg
Editora: Erica

Livro: Vontade de Vencer – O que fazer para melhorar sua vida no trabalho
Autor: Thiago Cury
Editora: Erica

Visite os sites:
Daniela Zanuncini – www.bemestarhumano.com.br
Marcelo de Almeida – www.marcelodealmeida.com.br
Marcelo Thalenberg – www.mtcriativa.com.br
Thiago Cury – www.curyconsultoria.com.br

Depoimentos

“Para 2008 ainda pretendo perder o medo de dirigir, pois há tempos tento fazer isso, e não consigo. Lembrei que no início desse ano prometi para mim mesma que de 2008 não passaria. Ainda há tempo, e vou trabalhar nisso. Para 2009 tenho muitos planos e, com certeza, virão grandes mudanças na minha vida, principalmente no âmbito profissional. Espero conseguir concluir grande parte do que pretendo”.
Adriana Marques

“Durante os três últimos anos deixei muita coisa para depois. Após me analisar, pude perceber que isso aconteceu porque não estou fazendo o que gosto, ou seja, realizando-me. Agora, estou mais uma vez respirando fundo, criando coragem para sair da zona de conforto e realizar meu objetivo. Se não der certo, retomarei minha vida, assim espero”.
Tânia Fonseca Pinto

“No começo do ano, fiz planos e comecei a colocá-los em prática logo em janeiro. Um deles era concluir a leitura de alguns livros que já estava se ‘arrastando’ por pura preguiça. Tomei a firme decisão de me desligar de atividades sem importância (menos tempo na internet e vendo TV) e passei a aproveitar o horário de intervalo do meu trabalho. A média tem sido de sete páginas por dia. A cada capítulo, costumo revisar e só iniciar o seguinte dois dias depois, para tirar maior proveito. Estou crescendo por fazer isso”.
Ian de Souza

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima