Você sabe delegar?

Moisés foi um grande exemplo de sucesso de delegação. Os benefícios da delegação para o uso adequado do tempo e para o nível de motivação são enormes. Veja se você, empresário ou gerente de médias e pequenas empresas, concorda com algumas das afirmações abaixo:

– Fico irritado quando as outras pessoas não fazem as coisas direito.
– Gosto de ter o controle dos resultados das tarefas.
– Meus empregados não estão tão envolvidos quanto eu.
– Prefiro executar todos os detalhes do meu trabalho, pois conheço bem a empresa.

Caso sua resposta tenha sido sim, cuidado. Você tem sérios problemas em delegar.

De todas as ferramentas à disposição do executivo, a delegação é uma das mais eficazes para uma administração bem-sucedida, pois implica no crescimento pessoal e profissional de quem delega e de quem recebe a delegação.

Delegação, no seu sentido mais restrito, significa simplesmente transferir de uma pessoa para outra a responsabilidade de uma tarefa. A delegação eficaz, entretanto, pressupõe a obtenção da autoridade necessária para alocar recursos e tomar decisões para obter os resultados esperados.

As barreiras à delegação são tão antigas quanto a história da humanidade. Moisés, ao conduzir seu povo, durante o Êxodo do Egito, insistia em tratar pessoalmente de todas as disputas que surgiam, crendo (como fazem muitos gerentes e executivos de hoje) que só ele seria capaz de fazê-lo a contento. E esquecendo de que ele próprio, Moisés, foi um grande exemplo de sucesso de delegação. Nenhum executivo é capaz de delegar a seus subordinados um milionésimo do que Deus delegou a Moisés.

Um dia, Jetro, seu sogro, resolveu confrontá-lo dizendo:
? O que está fazendo com seu povo? Por que fica sentado e todo mundo vem até você, de manhã até a noite?

? Ah, o povo vem a mim para consultar Deus. Caso apareça um problema, ele tem de ser apresentado a mim e eu tenho de julgar entre um litigante e outro e tornar conhecidas as decisões de Deus e Suas leis.

? Mas isso não é nada prático. Logo você se esgotará (a expressão estresse só surgiria mais tarde), e aí, como é que fica? Sem você, como eles saberão das leis de Deus? Você tem de fazer, de alguma maneira, com que todos saibam quais são os regulamentos e as leis, que caminho devem seguir e que trabalho devem fazer.

? Mas, sogro, não dá para escrever todos os casos e detalhes de funcionamento da comunidade em uma pedra. É muita coisa. E não haveria como fiscalizar se todos seguiriam o que está escrito.

? Tenho uma idéia melhor. Você pode escolher entre o pessoal homens capazes, tementes a Deus, homens fidedignos que odeiam lucro injusto; e agrupe seu povo sob eles. Alguns você fará chefes de dez pessoas, outros chefes de cinqüenta, chefes de cem e chefes de mil. E eles serão responsáveis por resolver os problemas que aparecerem.

Moisés seguiu as orientações sábias de seu sogro.
?E Moisés passou a escolher homens capacitados dentre todo o Israel e a dar-lhes posições como cabeças sobre o povo, com chefes de mil, de cem, de cinqüenta e de dez. E julgaram o povo em toda a ocasião propícia.?

Assim como Moisés, muitos donos de empresas, gerentes e supervisores sentem-se igualmente insubstituíveis, isto é, apresentam uma série de justificativas para não delegar. No entanto, os benefícios da delegação para o uso adequado do tempo e para o nível de motivação são enormes e valem o esforço necessário, capaz de romper as barreiras que impedem a sua correta utilização.

Dentre as vantagens da delegação, estão as seguintes:
– Libera tempo para o gerente poder gerenciar.
– Diminui a pressão e a carga de trabalho.
– Desenvolve os subordinados.
– Cria um clima de trabalho motivador.
– Fornece padrões de desempenho.
– Aumenta os resultados.
– Leva ao desenvolvimento organizacional.

Apesar desses e de outros benefícios, observa-se uma substituição crônica da delegação na maioria das empresas, devido à relutância e ao medo de delegar. Essa prática otimiza não só o tempo do executivo, mas também o da sua equipe de trabalho, contribuindo para o aumento da produtividade e do nível de motivação existente na empresa. Assim, cada pessoa sabe o que se espera dela e até onde pode chegar. Uma equipe produtiva, que assume responsabilidade sobre a qualidade do seu trabalho, é o melhor indicador de um líder competente.

Adote a descentralização. Aprenda a delegar!

Conteúdos Relacionados

Rolar para cima